Elefanta confinada mata ao jogar pedra na cabeça de criança que tirava fotos no zoo

Elefanta confinada mata ao jogar pedra na cabeça de criança que tirava fotos no zoo

O caso ocorreu em um zoológico na cidade de Rabat, no Marrocos. Uma menina de sete anos morreu após ser atingida por uma pedra lançada por uma elefanta do local. O momento foi registrado em um vídeo por um espectador e divulgado na internet. Nele a criança é vista sangrando e deitada no chão, enquanto é atendida pelos visitantes.

Segundo informações do jornal inglês Daily Mail, a elefanta, chamada de Assia, pegou uma grande pedra pela tromba e jogou-a no ar, atingindo a menina bem na parte de trás da cabeça. Ela imediatamente caiu inconsciente e morreu logo depois em um hospital próximo em razão dos ferimentos.

MARROCOS elefante joga pedra na cabeca de crianca 02

O visitante que gravou o acidente também mostrou imagens do tamanho da pedra. Segundo relatos locais, o pai da criança a teria levantado em seus ombros para que pudesse ter uma visão melhor do animal e registrasse uma foto, quando foi atingida.

MARROCOS elefante joga pedra na cabeca de crianca 03

Um porta-voz do zoológico ofereceu suas condolências à família, mas disse que não houveram falhas de segurança e que a criança não tinha atravessado a área de proteção fora da jaula. Ele insistiu que esses tipos de eventos “são raros e imprevisíveis”. A tragédia ocorreu por volta das 13 horas (horário local), na terça feira passada, e foi a primeira do tipo desde que o zoológico abriu em 2012.

O incidente, de acordo com o jornal inglês, cogita-se ser um acidente, pois é improvável que a elefanta tenha tido a intenção de golpear a menina – embora a possibilidade intencional não possa ser totalmente descartada. Os ataques mortais associados a espécie geralmente envolvem os machos, mas as fêmeas podem se tornar agressivas quando seus filhotes estão presentes, são ameaçados ou estão feridos.

MARROCOS elefante joga pedra na cabeca de crianca 01

Quando os machos estão em um período semelhante ao cio das fêmeas, eles acabam ficando agressivos, devido ao aumento dos níveis de hormônios. No entanto, os zoológicos geralmente os mantém separados de animais e pessoas quando isso acontece. Se um elefante está a ponto de atacar alguém, ou quer mostrar o seu domínio, ele normalmente vai levantar as orelhas e impor o corpo antes de começar qualquer ataque.

Fonte: Jornal Ciência 

Nota do Olhar Animal: Não há nada de “raro e imprevisível” em ataques de animais confinados em zoológicos. A restrição de liberdade e os abusos comteidos contra os animais, forçados a uma convivência que não desejam, aliados à falta de segurança para animais humanos e não humanos, que é bastante comum nestes locais, resultam em situações como esta com bastante frequência. 

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.