Elefanta Lady corre risco de morte na Bica de João Pessoa (PB), diz laudo

Elefanta Lady corre risco de morte na Bica de João Pessoa (PB), diz laudo
Elefanta Lady se instala em seu espaço no Parque Arruda Câmara, em João Pessoa — Foto: Alessandro Potter/Secom-JP

A elefanta que mora no Parque Arruda Câmara, a Bica, em João Pessoa, corre risco de morte. Segundo um laudo produzido por quatro veterinários de outros estados por determinação do Ministério Público Federal, o animal está com a doença que mais mata elefantes em cativeiro no mundo.

O MPF acompanha a situação desde o primeiro semestre, quando recebeu uma denúncia de maus-tratos. No dia 17 de junho, a elefanta saiu da área de proteção, mas no momento não havia público e ninguém ficou ferido. Dois dias depois o ministério abriu um inquérito civil para apurar o caso.

No laudo, os veterinários afirmam que Lady está em sofrimento e maus-tratos devido à estrutura inadequada, falta de capacitação dos funcionários e negligência veterinária e administrativa. Inclusive, há a afirmação de que Lady passa por abuso psicológico na presença do antigo tratador.

Os profissionais apontam que esses problemas resultaram em uma pododermatite avançada associada à osteíte séptica, uma inflamação grave na pata que pode matar e a Bica não tem condições para realizar o tratamento. Porém, não há a indicação sobre o lugar o qual ela deveria ser levada.

O Parque Arruda Câmara ainda não se pronunciou sobre o laudo. Já a prefeitura de João Pessoa informou que Lady vive em um espaço privado e de sossego. O MPF ainda não divulgou qual medida vai tomar.

Antes de chegar na Bica, em 2014, Lady passou quase 40 anos realizando apresentações em circos e percorrendo o país em contêineres. Ela nasceu em cativeiro e era uma das principais atrações do Circo Europeu Internacional até ser doada à Prefeitura de João Pessoa.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.