Elefante encontrado com 70 buracos de bala gera revolta

Elefante encontrado com 70 buracos de bala gera revolta

Daquelas imagens angustiantes que destroem o coração. O corpo de um Elefante-pigmeu-de-bornéu, uma espécie extremamente ameaçada de extinção, foi encontrado por pescadores em um rio de Sabah, na Malásia, com 70 buracos de bala. O covarde assassinato gerou revolta entre ativistas. As informações são do R7 e do Jornal Daily Mail.

Além dos tiros, os caçadores também serraram as presas do animal, possivelmente para vendê-las.

Especialistas que tiveram acesso ao corpo afirmara que é impossível dizer quanto o animal sofreu antes de morrer. 

Foto: Reprodução/Daily Mai

No entanto para Augustine Tuuga, diretora do Departamento de Vida Selvagem de Sabah, a crueldade do ato independe do tempo em que o animal levou para morrer. Ela acredita que os assassinos sejam locais e que a ação não faça parte de uma operação profissional.

Assassinos cerraram presas do elefante.

Mas para Elizabeth Jones, porta-voz da Traffic, uma ONG que inspeciona o tráfico de animais na região, a situação é mais grave do que parece.”Nós esperamos que as investigações não parem, pois existem grandes chances de essa caso estar conectado com os outros”, afirmou a ativista.

Por Vanderson de Paulo

Fonte: Meio Norte

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.