JAPAO elefanta hanako morreu

Elefante mais triste do mundo morreu depois de 61 anos sozinha numa cela

Não foi uma vida feliz, muito menos confortável, ainda assim Hanako superou a esperança média de vida (entre os 55-60 anos).

A elefante morreu esta sexta-feira, depois de 61 anos presa, sozinha, numa cela de cimento num zoo, em Tóquio.

Hanako ficou conhecida no ano passado após uma campanha internacional para melhorar as condições de vida dos animais nos jardins zoológicos.

A elefante tornou-se famosa depois de um ativista ter usado a sua história para denunciar o que se passa em alguns jardins zoológicos. O canadiano, defensor dos direitos dos animais, chegou mesmo a fazer uma petição online contra as más condições dos animais.

Fonte: Move Notícias / mantida a grafia lusitana original

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.