Elefante resgatado de uma vida de dar caronas começa a fazer terapia na água para ajudar sua cura

Elefante resgatado de uma vida de dar caronas começa a fazer terapia na água para ajudar sua cura
Nam Phon. (Fotos: Wildlife Friends Foundation Thailand)

A vida de Nam Phon costumava ser cheia de durezas e dificuldades, mas você nunca seria capaz de julgar ao ver como ela gosta de ficar na água hoje em dia.

Nam Phon foi um dos primeiros elefantes a se aposentar na Wildlife Friends Foundation Thailand (WFFT) Elephant Refuge (Refúgio de Elefantes da Fundação Amigos da Vida Selvagem da Tailândia) em 2004, depois de passar a maior parte de seus dias transportando turistas por vários campos de elefantes. De acordo com a WFFT, ela mais do que provavelmente foi caçada ainda bebê, antes de ser vendida para trabalhar no desmatamento e, em seguida, na indústria do turismo.

O “lar” de Nam Phon's em seu velho campo de caminhadas.
O “lar” de Nam Phon’s em seu velho campo de caminhadas.

Nam Phon, que hoje tem 55 anos de idade, viveu uma vida tranquila no refúgio durante seis anos, desfrutando de seus dias na companhia de sua própria espécie, até 2010, quando seu proprietário decidiu levá-la de volta, levando-a para longe de seus amigos e da liberdade — tudo para forçá-la de volta a uma vida de trabalho. No momento de seu resgate inicial, a WFFT não tinha os recursos necessários para pagar para que proprietários de elefante permitissem que seus animais se aposentassem permanentemente no santuário.

tailandia_elefante_terapia_agua_cura3

Foi só em março de 2016 que Nam Phon foi finalmente resgatada para sempre de um campo de caminhadas no oeste da Tailândia. Depois de negociar com seu proprietário durante anos, a WFFT conseguiu levar sua gentil senhora de volta para casa. Nam Phon, que gosta da companhia de seres humanos e elefantes, desde então encontrou uma amiga especialmente próxima em Jele, outra fêmea sênior que foi resgatada da morte depois de ser encontrada acorrentada a uma árvore.

Nam Phon e Jele
Nam Phon e Jele

Quando Nam Phon não está passando o tempo com sua melhor amiga, a quem ela gosta de “dar as mãos” com o uso de sua tromba, ela goza de suas caminhadas diárias e das sessões de natação da fisioterapia. Sua vida anterior, cheia de trabalho duro, deixou as patas traseiras de Nam Phon ligeiramente mancas. Recentemente, Nam Phon sofreu um episódio de queda, e foi incapaz de ficar de pé por vários dias.

Nam Phon's caindo.
Nam Phon’s caindo.

Um guindaste feito especialmente foi colocado em seu corpo para ajudá-la a ficar sobre as quatro patas novamente.

Nam Phon de pé novamente.
Nam Phon de pé novamente.

Ela tem sido capaz de caminhar sozinha desde então, mas a esperança é que sua reabilitação e a terapia continuada irão impedir que outro incidente como esse aconteça.

tailandia_elefante_terapia_agua_cura7

“Atualmente, ela vai uma vez por dia para uma piscina médica criada especialmente e passa quanto tempo quiser lá dentro”, disse Tom Taylor, diretor-assistente do WFFT, ao site The Dodo.

tailandia_elefante_terapia_agua_cura8

“As sessões diárias de natação vão fortalecer seus músculos, bem como lhe dar um motivo para sorrir”, continuou ele.

tailandia_elefante_terapia_agua_cura9

E o que motiva Nam Phon a entrar e sair da água?

tailandia_elefante_terapia_agua_cura10

“Comida, comida e mais comida, e muitas palavras de encorajamento”, revela Taylor.

tailandia_elefante_terapia_agua_cura11

Você pode acompanhar Nam Phon e seus amigos no Facebook.

tailandia_elefante_terapia_agua_cura12

Quer apoiar a terapia de Nam Phon e ajudar a WFFT a salvar mais elefantes? Você pode fazer uma doação aqui.

Por Zainab Akande / Tradução de Alda Lima

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.