Elefante usado para carregar turistas o dia inteiro não pode nem se deitar para descansar

Elefante usado para carregar turistas o dia inteiro não pode nem se deitar para descansar

Por Sarah V Schweig / Tradução de Alice Wehrle Gomide

Lasah já teve muitas vidas: Ele estrelou um longa metragem; ele transportou toras; ele já foi observado em um zoológico; agora ele carrega turistas o dia inteiro.

Mas a vida na qual o elefante asiático de 36 anos de idade começou – como um elefante bebê na natureza – provavelmente está se tornando uma memória cada vez mais distante.

Atualmente sendo mantido pelo Langkawi Elephant Adventures (LEA – Aventuras com Elefantes Langkawi), na ilha Langkawi, Malásia, Lasah vem carregando turistas durante a última década.

Fotos descobertas em julho pelo Friends of the Orangutan (FOTO) parecem mostrar o tipo de vida que ele leva quando escondido dos olhos do público. Acorrentado nas quatro patas, parece que Lasah não consegue nem se deitar para descansar.

Uma petição pedindo pelo fim da exploração de Lasah já coletou mais de 198.000 assinaturas.

“Após anos de abuso e exploração, Lasah foi enviado para Langkawi em março de 2006 e, desde então, é forçado a carregar turistas durante horas no calor e umidade sufocantes enquanto à mercê de seu treinador”, o FOTO escreveu. “Recentemente, os investigadores encontraram Lasah mantido em condições brutais escondido dos olhos do público, acorrentado em suas quatro patas”.

De acordo com o grupo, este método de acorrentamento não é somente cruel, mas também infringe a lei de vida selvagem da Malásia.

“Este é o pior tipo de abuso de elefante que já tivemos a infelicidade de encontrar”, o diretor do FOTO, Upreshpal Singh, disse. “Lasah é usado e abusado pelo dinheiro dos turistas e ficamos chocados ao encontrá-lo barbaramente acorrentado nas quatro patas quando ele não está sendo explorado. Estamos inclinados a acreditar que ele fica acorrentado dessa mesma forma todas as noites, e não é nenhuma surpresa o fato que ele está severamente abaixo do peso”.

Defensores de Lasah têm a esperança de enviá-lo para o santuário de elefantes Kuala Gandah.

“Nos dias de hoje, com todo o conhecimento que temos e o entendimento sobre os sentimentos e a fisiologia dos animais, não há absolutamente nenhuma desculpa para tratar outro ser vivo dessa forma tão cruel e desumana”, uma pessoa que assinou a petição escreveu. “Isto deve parar para que Lasah possa viver seus anos finais com dignidade e no conforto”.

O Langkawi Elephant Adventures não respondeu imediatamente ao pedido por comentários feito pelo The Dodo.

Clique aqui para acrescentar seu nome à petição por Lasah. Ou clique aqui para “tuitar” para Lasah.

Fonte: The Dodo

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.