PR curitiba abandono0

Em Curitiba, PR, metade dos cães passa o dia na rua

Cerca de 48% destes animais são abandonados ou considerados semidomiciliados

PR curitiba abandono1

A Rede de Proteção Animal da Secretaria Municipal do Meio Ambiente faz, hoje, uma reunião aberta para a população tirar dúvidas e levar sugestões sobre a política animal de Curitiba. O encontro tem início às 19 horas, no Salão de Atos do Parque Barigui. A questão animal ganhou corpo nos últimos anos. Em Curitiba, contando apenas os cães, estima-se uma população de 450 mil animais. O problema, é que deste total, 48% ou é abandonado ou semidociliado, ou seja, passam os dias soltos nas ruas.

Entre os temas que devem ser abordados na reunião da Rede estão a política pública de controle populacional de cães e gatos; o programa Cão Comunitário, que estimula a guarda responsável compartilhada de animais; a questão dos acumuladores; os eventos que promovem adoção e aplicação de microchips de animais; além das ações da Rede de Proteção Animal, perspectivas futuras e atividades educativas.

Durante a reunião, os participantes poderão tirar dúvidas e levar sugestões sobre estes e outros assuntos de política pública animal, através de senhas retiradas no local. Quem não puder comparecer, poderá enviar suas questões via facebook da Rede ou twitter da Prefeitura. ONGs e protetores independentes de animais, além de representantes da Prefeitura de Curitiba, estarão presentes na reunião.

Pesquisa — Os dados sobre a população canina em Curitiba podem estar até defasadas. A última pesquisa no sentido de contar esses animais é de 2012, realizada pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Na pesquisa, foram estimados cerca de 450 mil animais na cidade e, sendo 3% abandonados (cerca de 13,5 mil) e 45% considerados semidomiciliados — que possuem acolhimento durante a noite, mas passam o dia fora (seria uma população de cerca de 200 mil animais).

Outra estimativa realizada pelo doutor em veterinária, Alexander Biondo, diretor do Departamento de Pesquisa e Conservação da Fauna da Secratira de Meio Ambiente, em Curitiba a proporção entre cães e gatos é de 7 por um, logo, seriam cerca de 65 mil gatos na Capital.

Compartilhada — A Rede de Proteção Animal está incentivando a guarda compartilhada de cães pela comunidade. É uma extensão do projeto Cães Comunitários que, desde 2013, monitora e trata animais que vivem em terminais de ônibus da cidade. Desta vez, grupos independentes que decidam adotar cães de rua recebem suporte para vacinação, instalação de microchip e castração.

O coordenador da Rede de Proteção Animal da Prefeitura, Paulo Colnaghi, explicou em matéria na Agência da prefeitura de janeiro deste ano, que cada vez se torna mais comum em Curitiba grupos que adotam cães que estavam nas ruas. “A guarda compartilhada responsável é uma maneira inteligente de tratar a questão dos animais abandonados, por isso vamos sempre incentivar”, disse.

Animais

O programa de cadastramento de animais foi lançado em 30 de abril de 2009, visando o bem estar animal e a guarda responsável

Telefone: (41)3350-9939

Email: [email protected]

Documentos necessários: Inscrição no site (www.protecaoanimal.curitiba.pr.gov.br).

Fonte: Bem Paraná

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.