Em dois meses, mais de 20 animais silvestres são resgatados no sul do TO

Em dois meses, mais de 20 animais silvestres são resgatados no sul do TO
Ao todo 60 papaios foram resgatados (Foto: Naturatins/Divulgação)

Desde o início de 2017, a polícia ambiental realizou mais de 20 resgates de animais silvestres apenas no sul do Tocantins. Na maioria dos casos os bichos são criados ilegalmente dentro de casa. 

De janeiro até o momento, foram 22 animais resgatados. A maioria deles chegam feridos ou doentes. Muitos são filhotes e espécies ameaçadas de extinção. Eles são levados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres, em Araguaína, no norte do Tocantins e depois soltos na natureza.

Aves eram criadas sem licença ambiental
(Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Para o coordenador da Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), Antônio Carlos Pakalolo, quem criar animais sem permissão deve ser punido. “A gente pede as pessoas que não criem animais. Nem pássaros nem espécie nenhuma de animais silvestres, por que a natureza é a casa deles”.

Criar animais silvestres sem licença ambiental é crime. A pena é de seis meses a um ano, além de multa de até R$ 5 mil.

Repatriação

Mais 60 aves foram repatriadas para o Tocantins pelo Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins). São 41 papagaios verdadeiros e 19 papagaios do mangue. Eles chegaram ao estado nesta quarta-feira (15), após serem apreendidos em São Paulo pela polícia com traficantes de animais.

Nesta quinta-feira (16), as aves estão sendo transportadas para uma fazenda parteira do Instituto em Almas. Elas serão colocadas em um viveiro e serão soltas gradativamente.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.