Em um ano, 219 animais são recolhidos das ruas de Itatiaia, RJ

Em um ano, 219 animais são recolhidos das ruas de Itatiaia, RJ

Ministério Público determinou que prefeitura tomasse providências. Bichos são encaminhados para um canil particular, em Bulhões.

RJ Itatiaia animais recolhidos1

Com o alto número de cães e gatos nas ruas, o Ministério Público determinou que a prefeitura de IItatiaia, RJ, tomasse providências. Foram 219 animais recolhidos entre julho de 2014 e junho de 2015. Eles foram trazidos para um canil particular que presta serviços para cinco municípios do Sul do Rio de Janeiro.

O abrigo fica em Bulhões, em Porto Real, onde os bichos são separados por cidades. No espaço de Itatiaia, só existem nove atualmente. Segundo veterinário responsável, Nori Siqueira, a maior parte foi encaminhada para adoção. “Nós temos as feiras que fazemos com frequência. Os animais são esterelizados, são preparados, são avaliados e a gente trabalha com bastante intensidade na adoção”, explicou.

RJ Itatiaia animais recolhidos2

Os cães com mais de quatro meses são castrados e um chip é instalado no corpo do animal. Enquanto eles ficam no local e não são adotados, o município pagam para a empresa, como se fosse um hotel.

A prefeitura de Itatiaia não informou à reportagem do RJTV quanto gasta por mês com o serviço, mas o supervisor de Vigilância Ambiental, Ricardo Grijó, acredita que seja mais barato do que manter um canil municipal.

“É importante que a população se conscientize, nós estamos trabalhando também educação nas escolas para que, quem sabe, em um futuro próximo, a gente consiga que as pessoas estejam mais conscientes e mais responsáveis pelos seus animais”, disse.

Assista ao vídeo clicando aqui.

Fonte: G1 

Nota do Olhar Animal: O recolhimento de animais em várias cidades do interior do RJ é feito por uma empresa particular chamada CIRAC, contratada pelas prefeituras. É bastante nebuloso o encaminhamento dado aos animais recolhidos por ela e levados para outra cidade. Todo protetor sabe da dificuldade de se encaminhar animais para adoção, porém estranhamente isto parece não ser um grande problema para esta empresa, a despeito de seu site ter fotos de apenas cinco cães para adoção (acesso em 18/07/2015) e notícia quase nenhuma sobre eventos de adoção. Considerando que o Ministério Público é legalmente o tutor jurídico dos animais, cairia muito bem um pedido de esclarecimentos e a verificação dos registros relacionados ao recolhimento e encaminhamento destes animais. Em 2014, em Angra dos Reis, houve reação dos protetores à notícia sobre a contratação da CIRAC pela prefeitura

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.