Ema é encontrada morta com pescoço cortado no zoo de Araçatuba (SP)

Ema é encontrada morta com pescoço cortado no zoo de Araçatuba (SP)

Faca encontrada no local foi apreendida e levada ao plantão para perícia. Esta é a segunda morte no zoológico em uma semana.

A polícia está investigando a morte de uma ema do zoológico de Araçatuba (SP). Um funcionário encontrou o animal esquartejado, nesta sexta-feira (24), dentro do recinto onde ficava. Uma anta também estava ferida e foi encaminhada para o hospital veterinário da Unesp da cidade.

Segundo informações da polícia, os funcionários foram fazer uma vistoria no recinto que ficam os animais e encontraram a ema morta e a anta ferida. Eles entraram em contato com a polícia, que foi até o local. 

Os policiais averiguaram que a ema estava com o pescoço, pernas e asas cortadas nas juntas e a barriga aberta. Já a anta estava com feridas na lateral do corpo e nos lábios. 

Junto aos animais foi encontrada uma faca, que a polícia investiga se pode ter sido usada no crime. A polícia acredita que mais de uma pessoa tenha participado da ação. A área onde os animais ficam é restrita aos funcionários.

SP Aracatuba ema1

O secretário de meio ambiente de Araçatuba, Jorge Hector Rozas, acredita que os criminosos tenham pulado o muro do zoológico para ter acesso a esse espaço. A faca foi levada ao plantão policial e apreendida. A anta foi socorrida e levada ao hospital veterinário da Unesp de Araçatuba, onde recebeu atendimento, foi medicada e permanece sob os cuidados dos veterinários do local. O caso está sendo investigado.

Segundo caso

Esta é a segunda morte registrada no zoológico de Araçatuba nesta semana. O hipopótamo conhecido como “Miltão”, animal símbolo do local, foi encontrado morto na manhã de terça-feira (21) por funcionários do local. Segundo informações da prefeitura, os funcionários do zoológico foram fazer a limpeza e encontraram o aninal já morto.

Veterinários da Unesp de Araçatuba divulgaram na quarta-feira (22) um laudo preliminar sobre a causa da morte do hipopótamo. O animal foi doado pelo zoológico de Bauru (SP) e estava em Araçatuba desde abril de 1989.

Segundo o laudo, durante o exame no corpo do animal foi encontrado um tampão formado por sacos plásticos e restos de metal que obstruiu o estômago e parte do intestino. A suspeita é que ele tenha engolido sacos plásticos e outros objetos atirados por visitantes na água da lagoa onde ele vivia.

SP Aracatuba ema2

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.