Empresa aérea criticada por deixar cachorro torrando no chão quente do aeroporto

Empresa aérea criticada por deixar cachorro torrando no chão quente do aeroporto

Uma passageira a bordo de um voo doméstico da Virgin Australia, de Sydney para Adelaide, postou uma foto em suas redes sociais criticando a companhia aérea, após ter testemunhado o pessoal de rampa deixar um cachorro no pátio do aeroporto. Mas será que havia algum erro ali?

Elise Willemsen, que postou a foto no Facebook, disse que o incidente “foi grave”, dadas as temperaturas de 30 graus no aeroporto às 6h30 da tarde. A passageira, que também é dona de dois bulldogs, disse que o caixote estava no pátio, enquanto um carrinho de bagagem era carregado no avião.

“As companhias aéreas deveriam repensar sua política de manipulação de animais, para que eles não ficassem no chão quente esperando para serem embarcados após as bagagens”, escreveu ela. “Eu só podia imaginar o quão quente aquele chão estava para aquele pobre cachorro”.

O assunto viralizou e criou grande polêmica nas redes sociais, antes da Virgin se posicionar.

O que disse a empresa aérea?

A companhia aérea, no entanto, diz que o cachorro estava na sombra do carrinho de bagagem e acredita que o animal não ficou no chão por mais do que 20 minutos.

“Levamos a sério o bem-estar de todos os animais que viajam a bordo conosco”, dizia um comunicado da empresa aérea ao news.com.au. “Todos os procedimentos padrão foram seguidos por nossa equipe no carregamento deste animal de estimação no voo VA436. De acordo com os procedimentos, o animal foi mantido em uma área sombreadapara protegê-lo de qualquer coisa. Nossa equipe realizou uma verificação final da água e do bem-estar do animal antes de ser carregado.

Leva apenas alguns minutos para carregar animais de estimação na aeronave e esse só foi trazido para a pista quando chegou o momento do embarque. Temos orgulho no transporte seguro de animais de estimação em toda a nossa rede e continuaremos a manter os mais altos padrões ao preparar os animais para o voo”.

De acordo com o site da companhia aérea, uma vez que um animal doméstico seja deixado no aeroporto e antes do carregamento, a Virgin Australia manterá o animal “em áreas sombreadas e bem ventiladas pelo maior tempo possível antes de ser levado a bordo do voo”.

“Nós [Virgin Australia] também nos concentramos em reduzir ao mínimo o tempo de carga e descarga na aeronave ao manusear seu animal de estimação para garantir que não fiquem expostos a qualquer elemento externo por mais tempo do que o necessário”.

Não está claro quanto tempo o cachorro esteve no asfalto antes de ser carregado no porão pela equipe de terra, então é difícil dar uma opinião sobre o fato. Resta, portanto, o ponto de vista da passageira de um lado e da empresa aérea de outro, e toda a polêmica levantada nas redes sociais.

Por Carlos Ferreira

Fonte: Aeroin

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.