Empresa que fornece cães para testes de laboratórios vai pagar R$ 186 milhões por maus-tratos a animais nos EUA; 4.000 beagles foram resgatados

Empresa que fornece cães para testes de laboratórios vai pagar R$ 186 milhões por maus-tratos a animais nos EUA; 4.000 beagles foram resgatados
Beagles foram resgatados de local de reprodução de cães que tinha violado inúmeras leis dos EUA — Foto: Divulgação/Homeward Trails Animal Rescue

A empresa Envigo, que fornece animais para testes de laboratórios nos Estados Unidos, se declarou culpada na Justiça do país nesta segunda-feira (3) por ter violado a leis locais de meio ambiente e de bem-estar animal.

A companhia vai pagar US$ 22 milhões (R$ 115 milhões, na cotação atual) em multas e mais US$ 13,5 milhões (R$ 70,8 milhões) para apoiar projetos contra os maus-tratos. No total, a Envigo vai desembolsar US$ 35,5 milhões (R$ 186 milhões).

Em maio de 2022, cerca de 4.000 cachorros da raça beagle foram resgatados de uma unidade da Envigo no estado da Virginia, nos EUA.

Em inspeções feitas em 2020 e 2021, foram registradas violações de procedimentos no local que resultaram em cães malnutridos, machucados, doentes e até mortos.

Eutanásia sem anestesia

Os registros do governo dos EUA mostram que havia os seguintes problemas no local onde eram criados os beagles:

  • Cachorros eram submetidos a eutanásia sem anestesia.
  • As condições sanitárias eram ruins.
  • Não era dado atendimento veterinário adequado.
  • Cadelas que haviam dado à luz recebiam pouca comida.
  • Não havia documentos sobre a causa da morte de centenas de cachorrinhos ainda bebês.
  • As jaulas onde ficavam os cachorros tinham um piso perigoso para os animais.

Segundo os documentos na Justiça, um veterinário foi acusado de ter sido pouco precavido na cirurgia de cinco beagles.

A equipe da Envigo afirma que o profissional não era um bom veterinário e que causou diversos problemas no local. Ele pediu demissão em abril de 2022.

A unidade no estado da Virginia de onde os 4.000 beagles foram resgatados não funciona mais. A empresa não vende mais cachorros criados lá.

Veja abaixo uma reportagem de 2022 sobre o resgate dos beagles.

VÍDEO: Quatro mil beagles resgatados nos EUA esperam adoção

A multa é a mais alta de um caso de maus-tratos aos animais, mas o valor total é por outras violações. A empresa se declarou culpada das seguintes acusações:

Violar a Lei de Bem-Estar Animal

Violar a Lei de Água Limpa (o equipamento que limpava o esgoto da unidade da Virginia quebrou, a empresa não consertou e as fezes dos milhares de cachorros terminavam em um riacho.

A empresa também é obrigada a contratar uma consultoria independente para monitorar o seu trabalho e redigir uma declaração expressando arrependimento.

Fonte: g1