Encontram enforcado o militar que torturou e matou um cachorro na Argentina

Encontram enforcado o militar que torturou e matou um cachorro na Argentina

O militar estava desaparecido há alguns dias, após ter sido denunciado por maltrato animal. Seu corpo foi encontrado em uma praça de Olavarría por uma família que passeava na região.

A vítima, identificada como o suboficial principal Martín Orellana, que integrou o Esquadrão de Engenheiros Blindado, apareceu enforcado no Parque Helios Eseverri, situado na intersecção das ruas Vicente López e Juan XXIII.

O cadáver foi encontrado domingo pela manhã por uma família que estava passeando na região e notificou ao 911.

O militar foi denunciado penalmente por maltrato animal, após circular pelas redes sociais imagens dele torturando até à morte um cão de rua que vivia dentro de um prédio.

O fato motivou protestos no local por parte das organizações protetoras e defensoras dos direitos dos animais que pediram o afastamento do militar do cargo.

A manifestação mais recente sobre o caso teve como lema a “Justiça por Malevo” (nome do cão assassinado) e foi realizada em 4 de março, após o meio dia. Em função do escândalo, Orellana desapareceu e seus familiares o estavam procurando intensamente, o que os levou a emitir um alerta de “busca por desparecido.”

Finalmente no domingo, o corpo foi encontrado enforcado no principal parque da cidade. Foram abertas investigações para “averiguação da causa da morte”

Tradução de Katia Buffolo

Fonte: Oeste Platense

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.