Ensaio fotográfico incentiva adoção de ‘animais de rua’ em Maceió, AL

Ensaio fotográfico incentiva adoção de ‘animais de rua’ em Maceió, AL
Cães e gatos estão disponíveis para adoção no Neafa (Foto: Divulgação/ Max Henrique)

Com o objetivo de mostrar a beleza de cães e gatos do Núcleo de Educação Ambiental Francisco de Assis (Neafa), publicitários realizaram uma sessão de fotos para campanha de Natal.

Confira aqui o Ensaio Fotográfico

Os cãezinhos e gatinhos foram fotografados pelo publicitário Max Henrique em um estúdio improvisado dentro da própria ONG, localizada na Rua dos Bandeirantes, no bairro do Farol, em Maceió, Alagoas.

Para Max Henrique, a ideia surgiu quando ele notou que algumas pessoas pareciam não enxergar os animais “de rua” como bichos de estimação.

“A proposta era mostrar a todos, e principalmente a essas pessoas que todos os cães e gatos, incluindo os adultos, podem ser adotados e que eles podem dar o mesmo amor que um cão adquirido em um petshop”, explicou.

Henrique convidou a Áurea Cavalcante e a Ananda Acioli, duas colegas de profissão e elas tinham a mesma ideia de ajudar, daí elas toparam. “A gente planejou por um bom tempo até concretizar o projeto que se transformou nessa bela campanha natalina. Todos gostaram do resultado. Deu trabalho, mas valeu a pena”, finalizou.

De acordo com a coordenadora do Neafa, Pallova Costa, essa campanha foi feita com carinho por jovens publicitários.

“Só tenho a agradecer por terem escolhido os animais domiciliados na sede da ONG para a sessão de fotos. Ela ficou bem caprichada. O resultado ficou lindo e todos os animais ficaram ainda mais encantadores”, disse.

As imagens estão sendo divulgadas nas redes sociais do Neafa. A ONG espera com essa divulgação sensibilizar as pessoas para a adoção de animais sem raça definida e adultos.

Adoção

Quem quiser adotar um animal do Neafa deve ser maior de idade e comparecer à ONG com RG, CPF e comprovante de residência, de segunda à sexta-feira, das 8h às 14h ou no sábado, das 8h às 12h.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.