Entidades apuram denúncia de maus-tratos a animais na Universidade Federal

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí (OAB-PI) e o Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV) se uniram para apurar denúncias de maus-tratos a animais, além de irregularidades em laboratórios do curso de Medicina Veterinária da Universidade Federal do Piauí (UFPI).

As denúncias recebidas pela A Comissão de Meio Ambiente e Recursos Hídricos da OAB são relativas às aulas práticas de Fisiologia. Os animais estariam sendo maltratados durante as aulas da disciplina e os laboratórios estariam apresentando condições inadequadas em sua estrutura física.

O vice-presidente da Comissão da OAB-PI, Esdras Nery, explicou que o primeiro passo é apurar a veracidade dos relatos, para isto, a Comissão encaminhou uma cópia formal das denúncias com representação para o Conselho Regional de Medicina Veterinária, Ministério Público Federal e Agência Nacional de Vigilância Sanitária. O advogado afirmou ainda que em relação à possibilidade de maus tratos, cabe ao Conselho de Ética da UFPI, que já foi notificado, avaliar a metodologia utilizada nas aulas de Fisiologia.

Antônio Auro, presidente do CRMV, afirmou que irá apurar as instalações dos laboratórios do Curso de Medicina Veterinária da UFPI assim como as instalações do Hospital Veterinário da Instituição.

Fonte: Portal AZ (com informações da OAB)

Nota do Olhar Animal: Maus-tratos a animais são inerentes às atividades que os usam em experimentos científicos, com fins educacionais ou de pesquisa. Onde há uso de animais para testes, há maus-tratos.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.