Entidades pediram o fim das touradas no Principado de Astúrias, na Espanha

Entidades pediram o fim das touradas no Principado de Astúrias, na Espanha

Pela primeira vez na história a reinvindicação é lançada a partir de dentro da praça de El Bibio, a única com corrida de touros em Astúrias.

Tradução de Adriana Shinoda Marques

espanha austurias1

Sob o lema “A Praça de Todas” diversas entidades sociais e políticas se reuniram no sábado, dia 16 de maio, às cinco horas da tarde dentro da praça de Gijón para pedir aos partidos políticos em campanha que se comprometam a não apoiar o espetáculo de tortura pública de touros. Um espetáculo impróprio do século XXI e totalmente distanciado da cultura asturiana.

Foram convidadas todas as classes e partidos políticos favoráveis a dedicar a praça para outros usos que não o da tortura animal, atividade esta que deve ser erradicada e que não tem nenhum amparo em Astúrias, onde sempre esteve ligada ao machismo e elitismo.

O partido ecologista EQUO Asturias, abriu um espaço eleitoral na praça de touros de Gijón que corresponde, segundo a lei eleitoral, para que seja celebrado um ato festivo com todas as entidades que se posicionam contra o abuso animal.

Para o partido (EQUO), é injustificável dedicar fundos públicos para touradas.

“As portas da praça serão abertas ao público porque entendemos que a praça deve ser um espaço para todos e todas, uma obra pública ao serviço de todos, não apenas das elites”.

Todas as classes que compareceram puderam intervir junto ao espaço público em regime de igualdade.

Segundo o partido, “será um ato de cidadania e civilidade, onde participarão entidades de defesa dos animais e até o momento pessoas de pelo menos quatro forças políticas ou coalizões. Espera-se que mais entidades e partidos se juntem nas próximas horas”.

O EQUO é uma força política cooperativa que tem como objetivo principal as causas e as pessoas, acima da obtenção do “poder”.

Fonte:El Búscolu

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.