Envenenamento de cão causa revolta em Vale Verde, RS

Envenenamento de cão causa revolta em Vale Verde, RS
Maicon Junior Alves indignado com seu cão morto por envenenamento.

Na noite do último sábado, dia 29, um cão da raça Akita Inu, mesmo do filme ‘Sempre ao Seu Lado’ foi morto por envenenamento, o qual foi jogado para dentro do pátio onde o animal ficava. Um pedaço de linguiça foi encontrado pelos donos do animal no dia seguinte, e conforme afirmação de um veterinário, estava impregnado do veneno conhecido como ‘chumbinho’, que inclusive tem venda proibida.

‘Mataram nosso cão com requintes de pura crueldade e maldade, uma barbaridade o que fizeram com o ‘Urso’, que só tinha dois anos e cinco meses de vida’, lamentou Maicon Junior Alves, que havia presenteado a namorada, Clarice Araújo com o cachorro. Disse que o cão era dócil e muito amigo de todos, principalmente das crianças. Destacou que por onde passeavam com ele todos se encantavam com sua beleza exótica e paravam para tirar fotos.

Cão da raça Akita Inu era dócil e brincalhão.
Cão da raça Akita Inu era dócil e brincalhão.

‘Na noite do dia 29 faltou luz em Vale verde, o que já estava programado, e foi nesse momento que uma pessoa da qual temos fortes suspeitas, jogou a linguiça envenenada para matar nosso cão inocente e nos atingir. Para mim essa pessoa não passa de um verme que só merece nosso desprezo’, afirmou Maicon Alves.

Pedaço de linguiça estava envenenado com chumbinho.
Pedaço de linguiça estava envenenado com chumbinho.

Ele relatou que o cão foi encontrado morto na frente da residência que fica no centro da cidade todo vomitado, bem como havia vômito por várias partes ao redor da residência. O dono do animal fez um Boletim de Ocorrência e espera que com as pistas fornecidas, se chegue aos assassinos do cão e que seja feita justiça. ‘Nós amamos os animais e não entendemos como alguém é capaz de causar tanto sofrimento a um bichinho que não faz mal a ninguém’, concluiu Maicon Junior.

Por Claudio Froemming 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.