Envenenamento é causa da maioria das mortes de cães e gatos em MS

Denúncias são de ingestão de carne e salsicha com veneno, diz polícia. Envolvidos podem responder por crime de maus-tratos, com pena e multa.

Pedaços de carne, salsicha e outros alimentos envenenados estão se tornando motivo da morte de muitos animais domésticos em Campo Grande. Tal motivo preocupa a polícia, que faz buscas com a intenção de identificar os responsáveis por estes crimes, em Campo Grande. Neste mês de junho, desde que assumiu a Delegacia Especializada de Repressão Ambientais e Atendimento ao Turista (Decat), a delegada Rosely Molina ressaltou que confeccionou 100 boletins de ocorrências, envolvendo maus-tratos a cães e gatos. Além disso, 67 denúncias já chegaram ao conhecimento da delegacia.

“Este tipo de denúncia e boletim de ocorrência está muito recorrente aqui na delegacia. É algo que pode ter sido feito por vizinhos, incomodado com o barulho dos animais, por exemplo. E percebemos que, muitas vezes, as pessoas não sabem como agir nestes casos. É importante realizar a perícia, fazer a análise, para dar andamento ao inquérito policial e prender os suspeitos do crime”, afirmou ao G1 a delegada.

O caso mais recente que chegou a delegacia envolve a morte de um gato e outro cão. “O tutor dos animais o levou no veterinário e eles ficaram lá por quatro dias, sendo que o laudo aponta que a causa da morte foi o envenenamento. Nestes casos, estamos orientando as pessoas a acondicionar estes alimentos em um saco plástico, colocar na geladeira e levar na delegacia o mais rápido possível”, ressaltou Molina.

O crime de maus-tratos, previsto na Lei Ambiental n° 9.605, tem pena prevista de três meses a um ano de detenção, além de multa.

Fonte: G1

MAIS NOTICIAS

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.