Espanha: Após caso de maus-tratos a cão em Palma de Mallorca o partido ‘Esquerra Unida’ insiste na criação da secretaria de proteção animal

Espanha: Após caso de maus-tratos a cão em Palma de Mallorca o partido ‘Esquerra Unida’ insiste na criação da secretaria de proteção animal

Alguns dias atrás um homem agrediu seu cachorro com uma barra de ferro por não obedecê-lo e ameaçou os vizinhos que o repreendiam por seus maus-tratos. O homem abandonou o cão gravemente ferido e foram as vizinhas que  levaram o animal ao veterinário que mais tarde foi transferido ao Centro Sanitário Municipal de Proteção Animal Son Reus, a espera da resolução judicial do caso, já que o indivíduo foi preso e colocado a disposição do juiz, e liberado após tomar a declaração.

Secretaria de proteção animal

O partido EU das Ilhas Baleares lembrou que Palma de Maiorca  foi declarada ” cidade amiga dos animais” em 2015 e insistiu que a criação da secretaria de proteção animal deveria ser “uma prioridade”.

Eles solicitam a criação de um serviço telefônico 24 horas para casos de maus-tratos animal, controle e monitoramento do cumprimento da lei dos animais na cidade, gestão de reclamações realizadas pelos cidadãos em matéria de animais, investigação de casos de maus-tratos, campanhas de adoção, sanções pelo não cumprimento da lei de bem-estar animal, entre outras medidas.

A área animal do partido também pede mudanças nos protocolos do Centro Sanitário Municipal de Proteção Animal Son Reus para beneficio dos animais.

O coordenador da área animal do EUIB, Guillermo Amengual, solicitará em breve uma reunião com o Consell de Mallorca para tratar deste assunto, após as repetidas negativas da Prefeitura de Palma na criação da referida secretaria.

Mais de 2.300 pessoas assinaram a petição para adotar o cão que sofreu maus-tratos.

A divisão animalista do partido criou uma petição pedindo a imediata adoção de Dan, o cão maltratado, e que seu atual proprietário seja incluído na lista de agressores.

Indignação também com a passividade sobre o regulamento das charretes de cavalos de Palma.

EUIB também demonstra sua indignação, compartilhada por milhares de cidadãos de  Palma, pela passividade no processo da nova lei de charretes de cavalos de Palma, após mais de 1.200 dias sem levar adiante o novo regulamento das charretes, violando repetidamente suas promessas eleitorais alguns partidos do “Pacte”.

Tradução de Flavia Luchetti 

Fonte: Diari Balear 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.