Espanha: Cámara Municipal da Corunha suspende as touradas na cidade

Espanha: Cámara Municipal da Corunha suspende as touradas na cidade

Agora, os escassísimos assistentes à feira – fortemente subsidiada polos ditos governos espanholistas – terám que procurar outro lugar onde satisfazer os seus anseios de sangue.

Espanha Corunha b 450 0 16777215 00 archivos Administradores manu 2015 07 7783788570 637d243d0a z

O governo de Xulio Ferreiro, constituido após a vitória da chamada Maré Atlántica -candidatura conjunta de Anova, IU e Podemos, entre outras forças e pessoas – nas municipais de passado dia 24 de maio, acordou cancelar o contrato da “celebraçom” da brutal tortura animal.

O governo municipal corunhês explicou que a suspensom é por “razom de interesse público” tal como indicam os inqueritos, que “dizem que [as touradas] nom tenhem o apoio da maioria”, tal como “diz a assistência” das mesmas.

Ferreiro atende assim umha reivindicaçom maciça da sociedade corunhesa que, tal como o conjunto da galega, rejeita contundentemente esse tipo de eventos selvagens e, aliás, foráneos. O Instituto Municipal Corunha Espetáculos (IMCE), empresa dependente da Concelharia de Cultura, já iniciou o procedimento para a extinçom antecipada do contrato.

Para além de eliminar o contrato e qualquer apoio económico, Xulio Ferreiro explicou que também nom se cederá o Coliseu – propriedade municipal – para as touradas.

A feira contava já com programa, graças ao suporte incondicional do anterior governo da direita extrema do Partido Popular e durante anos previamente do nacionalista espanhol Paco Vasques, do PSOE. Agora, os escassísimos assistentes à feira – fortemente subsidiada polos ditos governos espanholistas – terám que procurar outro lugar onde satisfazer os seus anseios de sangue.

Ferreiro admitiu que a Cámara Municipal nom poderá proibir a celebraçom das touradas, mas apenas retirar o apoio. Por isso, se alguém decidir carregar com os custos da feira ou se contar com apoio de administraçons ideologicamente afins, esta poderia chegar a acontecer. Isso é exatamente o que acontece na cidade de Ponte Vedra, onde o BNG retirou fai anos os apoios às touradas que, contodo, continuárom a celebrar-se com suporte da Deputaçom do PP.

No entanto, dado o ruinoso do negócio – que só cobria despesas graças às injeçons de dinheiro dos governos amigos de PP e PSOE – parece pouco provável essa hipótese, tal como já adimitiu o empresário responsável polo ‘espetáculo’, o sinistro Tomás Entero, quem agora ameaça organizar os atos em municípios próximos.

A medida do governo municipal permitirá poupar 50.000€ públicos.

Fonte: Diário Liberdade (Portugal) / mantida a grafia original

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.