Espanha: Nijar proibirá as corridas de touros

Espanha: Nijar proibirá as corridas de touros

A moção será imposta provisoriamente a partir da quinta-feira (30).

Por Miguel Cabrera / Tradução de Josy Apda

A prefeitura de Nijar proibirá “provisoriamente” as corridas de touros a partir da próxima quinta-feira se, como é de se esperar, o plenário aprovar a moção apresentada pelo grupo municipal IU- que governa em coligação com o PSOE – sobre a posse, a proteção e o uso de animais em espetáculos públicos.

Alexis Pineda, vice-prefeito de Nijar e único representante da IU na cidade, informou a este jornal que a proposta foi acordada com a prefeita, a socialista , Esperanza Pérez, e seu partido, e acredita que “não haverá problemas e sua aprovação dentro do acordo de lealdade entre ambas as partes”.

De acordo com a moção, a partir de sua aprovação será estabelecida uma proibição provisória no município, na instalação de circos e parques de diversão que utilizem animais, a exibição de animais selvagens em cativeiro, seja em instalações itinerantes em espaços públicos ou centros comerciais e lojas e, “em última análise, todo entretenimento público com animais, no qual possa haver maus-tratos a eles”. Entre eles estão os touros, como confirmou o conselheiro municipal ao EL MUNDO.

Esta proibição estará em vigor até que seja elaborado e aprovado um decreto municipal que irá estabelecer de maneira mais detalhada as normas a respeito da defesa e proteção dos animais no município, e também quanto aos direitos e obrigações dos proprietários destes.

Espanha Nijar touros

Nesse processo será dado um prazo para reivindicações, para que partidos, grupos ou indivíduos possam reclamar, no caso, as exceções que considerem adequadas a estas proibições para seu estudo e debate. Em princípio, esta proposta esclarece que desde o dia de sua aprovação estão isentos desta proibição temporária as exibições de animais domésticos e espetáculos com a doma equestre, ou aqueles que possam garantir a ausência de qualquer tipo de maus-tratos animal.

Alexis Pineda orgulha-se de que Nijar seja pioneira, na província de Almería, na implantação de leis para defesa dos animais, que “felizmente ganham pouco a pouco terreno em toda Espanha”.

O vice-prefeito disse que a proibição temporária poderia ser aplicada por muito tempo “já que a elaboração deste decreto, atualmente, não é uma prioridade para a equipe de governo”.

A moção do IU foi aprovada na Comissão de Informação da prefeitura, com o voto favorável do IU e PSOE. O IU a justificou, especialmente, tendo em conta os crescentes problemas da presença de muitos animais de estimação perdidos ou abandonados, a deficiente proteção dos animais domésticos e a responsabilidade com seus cuidados, dos bens públicos e de seus proprietários e a falta de preocupação institucional diante de casos de maus-tratos animal .

Explica que o município só dispõe, atualmente, da Portaria de Posse de Animais Perigosos, e que carece de regulamentação que assegure o bem-estar animal e evite o abuso tanto de animais domésticos como em espetáculos públicos.

“Entendo que a aprovação desta proposta na próxima quinta-feira demonstrará claramente a orientação da nova equipe do governo, por completo, da qual formamos parte e, portanto, atuará em conformidade com as autorizações daqueles eventos que não cumpram com as diretivas que vamos definir”.

“A partir de agora, Nijar poderá demonstrar com orgulho a bandeira em defesa dos animais”, conclui Alexis Pineda.

Fonte: El Mundo

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.