Especialistas propõem política de bem estar animal que inclui Samu para bichos em Campo Grande, MS

Especialistas propõem política de bem estar animal que inclui Samu para bichos em Campo Grande, MS

A organização não-governamental Ame Mais, de Três Lagoas apresentou nesta sexta-feira (9) modelo de políticas públicas voltadas ao bem estar animal a autoridades campo-grandenses. No evento, o prefeito Marquinhos Trad, além de comitivas de Bonito e Caraapó demonstraram interesse no modelo que está em prática desde 2014 em Campinas (SP).

Antes da reunião, a comitiva apresentou o modelo ontem do 1º Simpósio Itinerante para Atualização em Bem-Estar Animal e Políticas Públicas, na OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), em Campo Grande.

Participaram do evento, o presidente da ONG Beto Araújo, Angela Caruso, militante da causa animal desde 1989 e diretora-presidente da ONG Quintal de São Francisco, de São Paulo, e o professor Paulo Anselmo Nunes Felippe, diretor do Departamento de Defesa e Bem-Estar de Campinas (SP).

“Na reunião com as autoridades, além de apresentar o modelo que já funciona também trouxemos como implantá-lo do começo ao fim em Campo Grande. O prefeito disse estar muito feliz em encontrar amparo no que diz respeito a questão animal. Porém, são medidas de médio a longo prazo. Agora, cabe buscar os meios políticos para colocar em prático o que foi apresentado”, destacou Beto, ao Campo Grande News.

Otimista, o veterinário e professor Paulo Anselmo, destacou que sentiu boa vontade no Poder Público de Campo Grande em ajustar o modelo de fora e coloca-lo para funcionar. “Em Campinas as políticas foram implantadas em 2014 e colocadas em prática no ano seguinte. É um tremendo avanço. Hoje, contamos com cadastramento de animais com microchips e até Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para animais”, adiantou.

Já Angela Caruso diz que além das autoridades, também sentiu muitas pessoas envolvidas com a causa em Campo Grande. “O interesse já é a porta de entrada e ver pessoas se mobilizando pela causa é gratificante”, destaca.

Simpósio – O objetivo do evento foi o de trocar informações com outras entidades de proteção animal do Estado e esclarecer equívocos existentes por falta de conhecimento, transmitindo informações obtidas em outros eventos realizados pelo país sobre o tema.

Por Guilherme Henri

Fonte: Campo Grande News

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.