Esquiador olímpico ajuda a encerrar quinta de produção de carne de cão

Esquiador olímpico ajuda a encerrar quinta de produção de carne de cão
Fotos: Instagram

Gus Kenworthy, que está em competição nos Jogos Olímpicos de Inverno, que estão a decorrer na Coreia do Sul, juntou-se a uma organização internacional, a “Humane Society International” (HSI), e conseguiu salvar 87 cães, mantidos em condições deploráveis.

“Os cães aqui são malnutridos, enfiados em jaulas minúsculas, abusados fisicamente e expostos aos elementos ao frio e calor no verão”, explicou no Instagram o atleta, que decidiu adoptar um deles.

Os cachorros restantes foram salvos e levados para os EUA e Canadá.

O dono da quinta, situada a 45 minutos a sul de Seoul, aceitou a proposta da HSI para lhe comprar e encerrar a quinta.

Fonte: JN / mantida a grafia lusitana original


Nota do Olhar Animal: Não há qualquer diferença moral relevante entre abater (ou financiar o abate de) bois e abater cães para consumo da carne. E isto é motivo para que não se mate qualquer um deles, não para que se abata todos. O hábito de comer carne de cães é tão injusto para com estes animais quanto o hábito de comer bois, aves, porcos o é para estes outros. Lembrando que o Brasil é um dos maiores exportadores de carne do mundo e, portanto, está entre os que mais massacram animais para este fim.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.