Esta gata perdeu a mãe. Mas encontrou uma nova família ao lado de macacos órfãos

Esta gata perdeu a mãe. Mas encontrou uma nova família ao lado de macacos órfãos
The Twala Trust, santuário de animais no Zimbabué.

Marble estava à beira da morte quando foi encontrada com os irmãos, Marlow e O’Malley. Os filhotes de gatos tinham o corpo completamente desnutrido e cabiam na mão de Sarah Carter, fundadora do The Twala Trust, um santuário de animais no Zimbabué. Assim como fez com centenas de outros animais, a médica veterinária reabilitou os três bebés e na mesma altura, resgatou novos — desta vez, de macacos.

George, Maurice e William, três primatas que perderam as mães, foram acolhidos pela organização sem fins lucrativos para receberem os cuidados de que precisavam antes de serem libertados no habitat natural. E apesar de estar habituada com as diferentes amizades que lá se criam, Sarah ficou encantada com o amor de Marble pelas novas crias.

“Não é preciso serem iguais para se amarem”, frisou a amante de animais. “Quando perdem a mãe, o mundo é um lugar preocupante, mas o vínculo entre a nossa ninhada de gatinhos resgatados e os macaquinhos órfãos é extraordinário. Eles proporcionam muito conforto um ao outro, brincam e fazem a sesta todos juntos”, partilhou.

Desde o primeiro encontro, Marble já foi apanhada a abraçar William várias vezes. “Quando ele chegou ao nosso santuário, ficou muito traumatizado pela perda da mãe”, contou. “Por isso, a Marble interveio para lhe oferecer o cuidado de que precisava. Ela entende, depois de perder a própria mamã e do trauma subsequente, como é sentir-se sozinha e com medo”.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por The Twala Trust (@twalatrust)

Quando ficam mais velhos, os primatas juntam-se a um grupo de outros da espécie para serem libertados numa área protegida. Já os gatos, são todos encaminhados para a adoção quando atingem os dois meses. A felina e os dois irmãos estão à espera de encontrarem novas famílias dentro dos próximos dias. Até lá, divertem-se com os amigos.

“A Marble gosta de sentar no topo do recinto do berçário a observar os outros residentes do santuário do seu trono”, partilhou. “Os filhotes de macacos estão a ficar muito ágeis e todas as escaladas e saltos são uma parte importante do desenvolvimento das habilidades que precisarão quando retornarem à vida selvagem”.

Os primatas escalam árvores, pneus e tudo o que encontram pelo espaço e são sempre seguidos pelos felinos, que não resistem às aventuras. Além das duas espécies, o santuário reabilita cães, grandes felinos, lobos e outros animais selvagens. Todos acabam por criar amizades inesperadas antes de seguirem para a nova vida.

A seguir, carregue na galeria para conhecer a grande família do The Twala Trust.

Por Izabelli Pincelli

Fonte: Pets in Town / mantida a grafia lusitana original

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.