Estamos causando a extinção dos elefantes de Sumatra ao comer – o que você pode fazer para salvar esta espécie ameaçada

Estamos causando a extinção dos elefantes de Sumatra ao comer – o que você pode fazer para salvar esta espécie ameaçada

Por Kat Smith / Tradução de Alda Lima

O óleo de palma é um ingrediente muito popular, usado em muitos dos produtos que acabam em nossas casas. Na verdade, ele é tão popular que pode ser encontrado em mais de 50 por cento dos produtos consumidos. Barato e versátil, ele acaba em um diferente número de itens que vão desde cosméticos a produtos de limpeza. Mas o baixo preço do óleo de palma tem um custo devastador para as terras onde ele é cultivado.

A fim de apoiar a crescente demanda por óleo de palma, quantidades maciças de floresta são destruídas por meio de um método chamado “coivara” que deixa qualquer criatura que sobreviva a esta experiência traumática, sem casa. Em Sumatra, orangotangos são vítimas do comércio ilegal de animais de estimação se sobreviverem aos tiros à primeira vista, enquanto tigres, rinocerontes e elefantes de Sumatra estão sendo empurrados para a beira da extinção.

Neste momento, só existem cerca de 1.000 elefantes de Sumatra restantes em estado selvagem, e esses números continuarão a declinar se não defendermos estas criaturas — e, não é preciso nem mencionar, todas as outras criaturas cujas vidas são afetadas pela perda de habitat na floresta. Estima-se que perdemos até 300 campos de futebol em florestas a cada hora, a fim de abrir espaço para plantações de óleo de palma. Temos de perguntar a nós mesmos: o baixo custo de nossos lanches vale a pena se estamos levando outra espécie à extinção? Este não é o mundo em que o fotojornalista de conservação Paul Hilton quer viver em e nem o mundo no qual nós queremos viver.

Realmente vale a pena perder isso por nossos lanches?

Uma imagem pode ser uma arma poderosa ou uma ferramenta para o bem — um fato que Hilton sabe muito bem. Usando apenas uma câmera, Hilton tem trabalhado para lembrar as pessoas das vítimas do preço da conveniência frequentemente esquecidas. Hoje, ele está pedindo nosso auxílio para ajudar a salvar os elefantes de Sumatra, uma das muitas criaturas majestosas que estamos perdendo nas mãos da indústria do óleo de palma.

Hilton está atualmente trabalhando com o International Elephant Project (Projeto Internacional dos Elefantes), levantando fundos para estabelecer Unidades de Patrulhamento de Elefantes, o que ajudaria a cuidar dos muitos elefantes deixados impotentes e feridos como resultado do desmatamento. Você pode ajudar Hilton doando aqui e compartilhando este artigo!

Fonte: One Green Planet


Nota do Olhar Animal: Ao consumir óleo de palma, você não estamos matando “espécies”. Estamos matando indivíduos. “Espécie” não passa fome, não sente dor. Indivíduos sim. E cada um deles é importante.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.