Este pombo e este coelho resgatados são os amigos mais doces do mundo

Assim como os humanos, bebês animais não nascem com nenhuma noção pré-concebida de outras espécies, discriminação inata, ou preconceito. Antes dos pais conseguiram interferir e avisá-los sobre os predadores e com quem ficar por perto, bebês são cheios de nada mais além de curiosidade sobre o mundo e aqueles ao seu redor. Em refúgios seguros como santuários e centros de cuidados da vida selvagem, animais de todas as diferentes espécies são capazes de interagir juntos e algumas vezes até de se tornarem amigos. Nós já vimos animais de fazenda como porcos e vacas brincando com criaturas domesticadas como cães e gatos. Nós já vimos amizades se desenvolverem entre cães gigantes e animais minúsculos como patinhos. E já vimos famílias que possuem um monte de espécies diferentes, todas vivendo em harmonia sob o mesmo teto.

Apesar de muitas dessas amizades interespécies começarem em santuários e centros de cuidado da vida selvagem, isso não significa que elas são forçadas. Muitas vezes, os animais tiveram passados difíceis, foram abandonados ou abusados ou são órfãos. Então, não é muito surpreendente que esses animais doces e inocentes encontram conforto um no outro.

No Kildare Animal Foundation Wildlife Unit na Irlanda, por exemplo, um coelhinho e um filhote de pombo se tornaram os melhores amigos. O coelhinho, chamado Bunny, e o pombinho, chamado Pidge, chegaram ao centro em dias diferentes em agosto, mas o destino os uniu quando ambos precisaram usar a única incubadora no centro. Os dois bebês foram colocados na incubadora e separados por uma divisória. Quando o cuidador retornou para ver como eles estavam, a divisória tinha sido derrubada e os animais estavam aconchegados juntos amorosamente.

Daquele momento em diante, os aconchegos continuaram e a linda amizade entre Pidge e Bunny cresceu.

Os dois precisaram de seu próprio tratamento e cuidado, mas nos intervalos, eles brincam juntos. Não importa quantas vezes Bunny pule em Pidge, a pequena ave nem se importa! Isso sim é amor.

Ambos já cresceram um pouco, mas sua amizade continua mais forte do que nunca. Eles algum dia serão soltos na natureza, mas por enquanto, eles podem aproveitar a doce, doce companhia que encontraram um no outro.

Além de serem absolutamente adoráveis, as amizades interespécies como a de Pidge e Bunny nos lembram da natureza bondosa que todos os animais são capazes de ter. Apesar de seus exteriores diferentes, esses animais são capazes de deduzir que todos eles possuem desejos similares para comer, brincar, e simplesmente viver. E por causa desses desejos em comum, eles são capazes não somente de coexistir um com o outro, mas também formar um laço de amor. Deixe que esses animais sejam um lindo lembrete de que a amizade não conhece fronteiras, nem mesmo espécies.

Por Veronica Chavez / Tradução de Alice Wehrle Gomide

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.