Estes 4 fatos sobre a vida dos galgos na indústria de corridas farão você agir e votar para acabar com isso!

Estes 4 fatos sobre a vida dos galgos na indústria de corridas farão você agir e votar para acabar com isso!
Foto: Pixabay

Ao longo da história, as corridas de galgos têm sido muitas vezes apontadas como uma oportunidade inócua para testemunhar a imensa velocidade e graça desses cães de pernas longas. No entanto, a triste verdade é que esse “esporte” competitivo não poderia estar mais longe de ser inofensivo. Basta considerar esses fatos alarmantes da organização Animal Legal Defense Fund, que mostram com clareza como a indústria realmente é:

1. A cada três dias, um cachorro inocente morre por causa das corridas de galgos na Flórida. Desses pobres cães, 94% têm três anos ou menos.

2. Não é incomum que os galgos usados ​​na indústria de corridas sejam drogados. Ao longo da última década, mais de 400 galgos testaram positivo para cocaína, novocaína, oxicodona e lidocaína. Além disso, as cadelas da indústria recebem rotineiramente injeções com esteroides anabolizantes, a fim de mantê-las correndo e melhorar seu desempenho.

3. Quando eles não estão sendo explorados na pista de corridas, os galgos ficam confinados em gaiolas de metal empilhadas umas sobre as outras. Por uma média de 20 a 23 horas por dia, eles ficam presos nesses canis horríveis e desumanos que dificilmente permitem que eles se movimentem. E o que é pior, eles não recebem nada além de papel picado ou pedaços de tapete descartados para se deitarem.

4. Infelizmente, os poucos galgos sortudos que são resgatados das pistas de corrida muitas vezes têm traumas físicos e emocionais pelo resto de suas vidas.

Como esses fatos mostram, a corrida de galgos é uma indústria profundamente cruel que não tem lugar na sociedade moderna. Felizmente, as pessoas estão começando a perceber isso e exigem mudanças.

Na Flórida, que abriga 11 das 17 instalações de corrida de galgos remanescentes nos EUA, uma coalizão de organizações propôs uma emenda que eliminaria por completo as corridas de galgos no estado até 2020, se aprovada.

Chamada de Emenda 13, esta mudança proposta salvaria milhares de cães da crueldade e abuso desta indústria antiquada. Além disso, estabeleceria um importante precedente e abriria caminho para que os outros cinco estados onde ainda existem pistas de corrida (Alabama, Arkansas, Iowa, Texas e Virgínia Ocidental) proibissem o “esporte” inconveniente também.

Se você mora na Flórida, por favor, use sua voz para promover mudanças para salvar os animais e vote SIM na Emenda 13 em novembro! E, enquanto estiver fazendo isso, não se esqueça de COMPARTILHAR os fatos pouco conhecidos que você aprendeu sobre corridas de galgos com todos os defensores dos animais que conhece.

Se todos trabalharmos juntos, teremos o poder de criar um mundo onde cães amáveis não sejam mais torturados e maltratados para gerar lucro e entretenimento para humanos!

Por Estelle Rayburn / Tradução de Ana Carolina

Fonte: One Green Planet

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.