Estudante de Veterinária salva cachorro envenenado em Piranhas (AL); veja vídeo

Estudante de Veterinária salva cachorro envenenado em Piranhas (AL); veja vídeo

“O cachorro está morrendo”, ouviu o estudante de Medicina Veterinária Lucas Gabriel Ferreira Martins, de 19 anos, na manhã de quarta-feira (20), no município de Piranhas. Não pensou duas vezes, voltou para casa e pegou as luvas para dar início a uma massagem cardíaca no animal, que convulsionava no asfalto.

O procedimento durou cinco minutos. Lucas segurou o corpo do cachorro e iniciou a massagem no peito. A mãe, Maria Rosa Martins, filmou todo o processo. Em princípio, quem assistia não acreditava que o animal sobreviveria. “Morreu”, capta o áudio do vídeo em certo momento.

Lucas insistiu. Continuou com a massagem. Tocou o pulso. Procurou melhor posição. Fez mais massagem e o cachorro se levantou ainda meio atordoado. “Caraca”, exclamou alguém. “Ele está fazendo veterinária”, disse a mãe, orgulhosa.

Envenenamento

O rapaz ainda faz o primeiro período de Medicina Veterinária em uma faculdade em Barra do Garça, no Estado do Mato Grosso. É bolsista do ProUni. Já chegou a estudar Medicina na Argentina, mas não aprendeu a técnica nas aulas. “Como sempre quis ser médico, vi muito vídeo de massagem cardíaca pelo Youtube. Acabei aprendendo”, afirma. Ele, agora, mais do que nunca, quer ser veterinário.

Depois de ressuscitar o animal, Lucas o levou para casa. Deu água e comida. Preparou um remédio caseiro à base de carvão para tirar o veneno do corpo do cachorro. “Acredito que ele foi envenenado. Ele expeliu o veneno pela boca e pela urina e agora está bem”, diz.

O dono do cachorro não foi encontrado.

A gravação feita pela mãe foi repercutida pelo prefeito da cidade, Eric Silveira, em seu perfil no Instagram. Até o momento, a publicação tem 2.455 visualizações e 99 comentários. Assista:

Por Eduardo Pinheiro

Fonte: E Mais Goíás

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.