Estudante ucraniano se recusa a deixar o país sem o amado cachorro

Estudante ucraniano se recusa a deixar o país sem o amado cachorro
Foto: divulgação

A guerra desencadeada na Ucrânia fez o mundo se voltar para este país, que tenta resistir à invasão das tropas russas. Uma batalha que mobilizou mais de um milhão e meio de ucranianos para países fronteiriços que fogem dessa dura realidade.

Diante dessa dura luta, os ucranianos nos mostraram que é possível deixar tudo para trás e começar do zero carregando apenas uma pequena mala com o necessário, mas abandonar seus pets nunca será uma opção.

Um exemplo é Rishabh Kaushik, estudante do terceiro ano de engenharia da computação na Universidade Nacional de Kharkiv, na Ucrânia. O jovem estava programado para voar para casa em Dehradun, na Índia, em 20 de fevereiro, mas as companhias aéreas proibiram seu cachorrinho de voar. Naquela data já havia tensão entre a Ucrânia e a Rússia, então a família do jovem saiu em meio a temores de invasão.

Kaushik, no entanto, não conseguiu obter as autorizações necessárias para viajar com seu cachorrinho, Maliboo, que foi resgatado das ruas por um morador local e adotado há um ano pelo estudante.

Diante dessa situação, Kaushik se recusou a deixar o país sem cachorro. “Decidi que se meu cachorro não pode ir, eu também não vou . Eu sei que há um risco em ficar, mas não posso simplesmente ir embora. Quem vai cuidar dele se eu for embora?” disse Kaushik.

Quando a família do jovem foi embora, ele tentou entrar em contato com o governo indiano para obter alguma autorização que lhe permitisse viajar com o filhote, mas todas as tentativas foram em vão.

A Associação de Ex-alunos da SJA disse que Kaushik estava em Kiev tentando obter alguma aprovação das companhias aéreas quando as forças russas entraram no país, aumentando as tensões na capital. Diante disso, o jovem fez todo o possível para fugir do país com seu cachorrinho. “Tenho familiares que cuidam de mim. Mas para Maliboo, eu sou toda a sua família. Ninguém vai cuidar dele se você o deixar aqui. Mesmo que eu o coloque em um abrigo para cães, tenho certeza de que os gerentes do abrigo fugirão para salvar suas vidas se os ataques forem intensos. Assumi a responsabilidade dele, vou cuidar dele não importa o que aconteça”, disse Kaushik.

Em uma publicação foi anunciado que o jovem faria uma rota com seu cachorrinho para fugir da Ucrânia e chegar à Hungria. São muitos os ucranianos que cruzaram a fronteira, com o coração enrugado, a incerteza de deixar suas vidas, seus projetos e sonhos em um país que parece virar cinzas após constantes ataques.

Mas com a fiel certeza de levar seus animais de estimação com você, porque se os ucranianos nos mostraram algo, é que os peludos são família, e a família não se abandona.

Em uma publicação recente, a SJA Alumni Association anunciou que Kaushik finalmente conseguiu deixar a Ucrânia com seu filhote. “Nosso querido Josephite Rishabh Kaushik chegou à Hungria junto com Maliboo e nove amigos… Agradecemos a todos que oraram por ele e nos apoiaram para que ele chegasse em segurança à Hungria. Um agradecimento especial à PETA por levantar a questão com o Ministro das Pescas e Pecuária e Produtos Lácteos, resultando em um acordo único para transportar cães e gatos como animais de estimação junto com cidadãos retidos.”

Por Giovanna Teixeira

Fonte: Tribuna de Jundiaí

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.