GO goiania cavalo alunos vet 01

Estudantes de veterinária resgatam cavalo em situação de maus-tratos em Goiânia, GO

Animal era utilizado para puxar carroças até que começou a ficar debilitado e foi abandonado. Segundo os alunos, o equino sofre com desnutrição, desidratação e anemia.

Um grupo de alunos do 5º período do curso de Medicina Veterinária da Unip resgatou um cavalo em situação de maus tratos na tarde desta quinta-feira (19/5). O animal estava em um terreno baldio próximo ao Jardim Botânico quando foi visto por uma das estudantes. Ela chamou os colegas, que foram até o local.

Tristan de Camargo Fernandes é um dos alunos que participou da ação. “Hoje uma colega nossa passou ao lado do pasto e viu o cavalo bastante debilitado. Ela fez as avaliações iniciais e constatou que ele estava em uma situação bem ruim”, disse. Com base nisso, os colegas foram acionados para irem até o local prestar os primeiros socorros.

Ao chegarem, os estudantes perceberam que o cavalo sequer conseguia ficar de pé. Magro e debilitado, ele sofria debaixo do sol escaldante do início da tarde. Para aliviar sua aflição, os alunos esticaram sobre ele um lençol úmido na tentativa de aplacar o calor até que o socorro chegasse.

Para tentar salvar a vida do animal, os sete estudantes que se comoveram com a situação se dispuseram a fazer uma vaquinha para pagar pelo transporte dele até o hospital veterinário da faculdade. “Nós estamos aguardando o veterinário chegar para iniciar os procedimentos de hidratação”, comentou Tristan, logo após a chegada do cavalo à unidade.

Os moradores da região onde o animal foi encontrado afirmaram que ele costumava ser utilizado para puxar carroças. Quando sua saúde começou a ficar debilitada, acabou abandonado no terreno baldio onde foi encontrado, no final do Jardim Botânico, próximo à Avenida Redenção. Pelas avaliações dos estudantes, o equino, que tem cerca de dez anos de idade, está sofrendo com desnutrição, desidratação e anemia.

Porém, o cavalo não é a única preocupação dos estudantes. “Ouvimos de vizinhos que o proprietário tem outros animais que também sofrem maus tratos. O ambiente onde eles estavam é totalmente irregular e eles correm sério risco de vida”, comenta Tristan. Ele relata que, no tempo em que estiveram na região, o tutor dos animais não foi encontrado.

Logo após os cuidados iniciais no cavalo, os estudantes prometem registrar um boletim de ocorrência quanto ao caso. A pena para quem pratica maus tratos com animais varia de um a quatro anos de prisão e aplicação de multa.

GO goiania cavalo alunos vet 02

Atualização (15h59): Após pouco mais de uma hora de cuidados, o cavalo já apresenta melhoras. Segundo os estudantes da Unip, ele já tem forças para tentar ficar de pé, ainda que não consiga se firmar totalmente.

Coordenados pelo professor Paulo José Queiroz, o grupo de estudantes ainda trabalha para combater o quadro de desnutrição do animal. “Ele ficando de pé, a gente já vai entrar com o suporte vitamínico. Já estamos fazendo o hemograma e exames complementares. Enquanto isso nós estamos fazendo uma fisioterapia intensa nele para restabelecer o quadro de hidratação”, conta Tristan.

Com a melhora do quadro do animal, os alunos já começam a traçar planos para seu futuro: “Isso é uma incógnita ainda. Como toda a classe que está arcando com as despesas, creio que nós iremos adotar ele. Será o xodó da classe”, diz o estudante. Segundo ele, o animal possivelmente será mantido dentro da própria faculdade, onde há espaço propício para sua criação, mas o seu encaminhamento para um haras também não está descartado.

Fonte: Mais Goiás

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.