‘Estupidez humana’: indignação nas redes sociais por vídeo que mostra a angústia de um enorme jacaré enquanto tenta escapar de um drone

‘Estupidez humana’: indignação nas redes sociais por vídeo que mostra a angústia de um enorme jacaré enquanto tenta escapar de um drone
Foto: Reprodução do Twitter

Na semana passada, o vídeo de uma ursa com seu filhote escalando uma parede de neve, que primeiro foi interpretado como sinal de tenacidade, colocou um alerta sobre os maus-tratos ao animal que esconderiam as filmagens realizadas com drones.

“O que para você pode ser uma atividade de lazer, para ele pode gerar um grande impacto que lhe cause angústia e medo. Respeitemos aos animais em seu habitat!”, foi publicado no Twitter da Organización por la Defensa de Todos los Animales en España y Latinoamérica Anima Naturalis, perante aos registros que viralizaram nas últimas semanas, onde se pode ver distintas espécies sendo assediadas com drones.

A bronca foi acompanhada por um vídeo de um jacaré que tenta escapar do assédio de um desses aparatos voadores.

O registro de 22 segundos gerou indignação nas redes sociais e lembrou o caso de uma ursa com seu filhote que viralizou no mês passado como uma mostra de perseverança, já que eles tentavam subir uma parede de neve, mas que escondia o assédio ao qual muitas vezes os animais são submetidos para se obter imagens de maneira pouco responsável de seu comportamento na natureza.

Foto: Publimetro Chile

“Nos sentimos no direito de lastimar e invadir”

O debate que se abriu com o novo vídeo esteve marcado por um grande questionamento sobre a falta de consciência de quem maneja esses drones.

“Outro animal angustiado como a ursa e seu filhote da semana passada. Nos convertemos em torturadores. Geramos sofrimento, destruição e talvez mortes, em troca de nosso prazer”, escreveu alguém.

“Os drones não têm culpa de serem manipulados por idiotas. Na realidade, bem usados, podem até salvar vidas”, opinou outro usuário do Twitter.

“Estando no jardim de casa, apareceu de repente um drone que quase bate em meu rosto, o cachorro, com medo, bateu contra a porta, que é de cristal, sorte que não houve nenhum dano. É muito claro o que farei na próxima vez…”, compartilhou outro usuário da rede social.

Por Nathaly Lepe / Tradução de Alice Wehrle Gomide

Fonte: Publimetro

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.