EUA: Homem que matou cachorro da ex-namorada cumprirá apenas 60 dias na cadeia

EUA: Homem que matou cachorro da ex-namorada cumprirá apenas 60 dias na cadeia
Carlos Hernandez, acusado de matar o chichuahua de sua ex-namorada, entrando no tribunal. (Fotos: Ellis Kaplan)

O monstro que matou o Chihuahua de sua ex-namorada em um ataque de fúria conseguiu um belo acordo na semana passada de somente 60 dias na cadeia pela morte horrorosa do animal.

O assassino do cão, Carlos Hernandez, se declarou culpado no mês passado pela morte de Honey, com 3 anos de idade, o qual ele pegou dos braços de sua ex, Karem Belalcazar, durante uma discussão em janeiro.

Karem Belalcazar junto dos manifestantes do New York Animal Rights Alliance do lado de fora do tribunal. O ex-namorado de Belalcazar, Carlos Hernandez, é acusado de matar o cachorrinho em um ataque de ciúmes.
Karem Belalcazar junto dos manifestantes do New York Animal Rights Alliance do lado de fora do tribunal. O ex-namorado de Belalcazar, Carlos Hernandez, é acusado de matar o cachorrinho em um ataque de ciúmes.

eua_homem_matou_cachorro_cadeia3

O bruto, então com 33 anos de idade, atirou o pequeno cão fatalmente no chão de sua casa em Forest Hills.

A filha de 11 anos de Belalcázar estava em casa no momento, mas não testemunhou o ato hediondo.

“Eu me arrependo de ter aberto as portas de minha casa para uma pessoa que é tão cruel e fria”, Belalcazar disse no tribunal durante sua declaração de vítima.

“Honey não merecia morrer dessa forma tão horrorosa. Ela era adorável e uma grande parte de nossa família”.

Hernandez originalmente enfrentou um período de sete anos na cadeia e menosprezou uma oferta de seis meses na prisão.

Mas após ter se declarado culpado de todas as acusações, as negociações foram deixadas para a juíza da Suprema Corte de Queens, Deborah Stevens Modica, e seu advogado de defesa, de acordo com as fontes.

Modica cumpriu sua promessa de reprimenda quando ela sentenciou o assassino a 60 dias de cadeia e quatro anos de condicional.

Hernandez também deve se registrar no Departamento de Saúde como um abusador de animais, que o bloqueará de comprar ou adotar animais em pet shops e abrigos.

O advogado de Hernandez não retornou o pedido por comentários.

Por Emily Saul / Tradução de Alice Wehrle Gomide

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.