EUA: Homem salva uma bebê de alce de afogar-se

EUA: Homem salva uma bebê de alce de afogar-se

Por Stephen Messenger / Tradução de Ana Lidia

Logan Snyder pode não se considerar um herói, porém não há palavra melhor para descrevê-lo.

Quando estava passeando de barco pelo rio próximo à sua casa, o nativo de Wasilla (Alaska) avistou um monte marrom peludo se debatendo na água em sua frente. Inicialmente, Snyder pensou se tratar de mais um dos muitos castores que vivem ali, porém, logo ele se deu conta de que havia muito mais debaixo da superfície.

“Assim que me aproximei, vi que não mergulhava, como os castores sempre fazem. Então, eu coloquei o motor do meu barco em ponto morto e comecei a olhar para aquilo, pensando ‘o que diabos é isso?’”, contou Snyder ao THE DODO. “Uma vez ou outra eu podia ver uma orelha vir à tona, e aí eu pensei ‘É um bezerro de alce!”

eua alaska alce1

O pequeno animal, provavelmente com alguns dias de vida, de algum modo caiu no estreito canal e estava lutando para flutuar, tendo apenas seu nariz para fora d’água. Ao longo dos dois lados do rio as margens são muito íngremes, tornando impossível para a filhote de alce escalar e sair.

A aproximadamente 60 metros da margem, Snyder podia ver a mãe da bezerra olhando enquanto ele se aproximava de seu bebê. Devido aos alces serem animais protetores, ele estava apreensivo que ela pudesse ficar agressiva caso ele tentasse ajudar, porém, este era um risco que ele estava disposto a correr.

“O que eu pude ver é que esta coisa estava com falta de ar, então, eu levei meu barco para perto dela, agarrei-a e alcei-a”, disse Snyder. “Eu a coloquei na proa do meu barco, onde ela ficou deitada por um bom tempo. Ela tremia muito e tossia água.”

eua alaska alce2

Após vários minutos, a bezerra de alce se levantou e aproximou-se de Snyder, demonstrando o que poderia ser descrito como um gesto de gratidão para o completo estranho que acabara de salvar sua vida.

“Ela era pequena! O animal inteiro era do tamanho do galão de gasolina que eu tenho no meu barco. Ela provavelmente pesava

eua alaska alce3

Embora ela estivesse salva do “destino aquoso” que a aguardava caso a ajuda não tivesse chegado, Snyder sabia que o resgate não estava ainda completo.

“Eu coloquei o barco em ponto morto próximo da margem, que tinha um metro e pouco de altura, e a coloquei lá em cima, no mesmo lado que sua mãe”, disse. “Ela começou a caminhar até ela, e eu saí de lá, de modo que ela pudesse se sentir segura.”

Snyder bateu uma última foto da pequena alce que ele resgatou, enquanto ela se preparava para se juntar com sua mãe – um momento que foi possível graças a ele. Mas, da forma como ele vê a situação, ele é que foi o sortudo: “Eu estou feliz, eu estava no lugar certo, na hora certa.”

eua alaska alce4

Fonte: The Dodo

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.