EUA: Legisladores da Califórnia propõem penalidades mais severas para crueldade animal

EUA: Legisladores da Califórnia propõem penalidades mais severas para crueldade animal

Após ataque contra leões-marinhos no centro de reabilitação em Laguna Beach, autoridades estaduais pressionam por penalidades mais severas. 

Por Emily Foxhall / Tradução de Alice Wehrle Gomide

EUA losangeles leoesmarinhos 1

Na sequência de um ataque contra um centro de reabilitação de animais marinhos em Laguna Beach, cinco legisladores escreveram um projeto de lei que foi introduzido na última quarta-feira (20) com o objetivo de aumentar as penalidades para práticas de crueldade animal.

O ataque ocorrido mês passado no Pacific Marine Mammal Center, quando alguém jogou grande quantidade de cloro em uma piscina onde 17 leões-marinhos estavam sendo tratados, revoltou a comunidade e ativistas, e induziu à legislação.

“É necessária uma certa depravação para deliberadamente cometer danos a um animal em tratamento”, um trecho do projeto de lei afirma.

O centro recebeu várias doações e muitas organizações ofereceram recompensas por informações a respeito do caso.

O Projeto de Lei 1543 pediria restituição em nome dos animais que sofrerem ferimentos em lugares como o centro de Laguna Beach, e uma multa de U$ 5.000 por cada delito de crueldade animal, de acordo com uma ficha técnica emitida por um dos legisladores. O dinheiro iria para as agências que foram vitimadas.

A multa seria uma adição à a penalidade para crueldade animal, com custo de até U$ 20.000 que pode ser aplicada sob a lei estadual e federal.

O projeto de lei também prevê que qualquer pessoa culpada por tais “atos violentos contra animais”, faça aconselhamento psicológico, que seria determinado pelo juiz, e também arque com seus custos.

“É injustificável que nós não fazemos mais para prevenir tais atrocidades de acontecerem”, o deputado William Brought disse em uma declaração gravada na escadaria da Casa Branca durante um evento da Sociedade Protetora dos Animais na última terça-feira (19). “É por essa razão que estamos introduzindo um projeto de lei que cria penalidades mais severas para a crueldade animal”.

Os Deputados David Hadley, Matthew Haper e Patrick O’Donnell, e a Senadora Patricia Bates são coautores do projeto de lei com Brough. Hadley e Brough são os principais coautores.

Detetives continuam procurando pelo responsável por jogar cloro no sistema de filtração de água no centro marinho. Nenhuma prisão ainda foi feita.

A busca foi apoiada por duas recompensas de U$ 2.500, uma da People for the Ethical Treatment of Animals (PETA) e outra da Sociedade pela Prevenção da Crueldade Animal de Orange County, para ajudar a solucionar o caso.

A polícia acredita que o ataque ocorreu entre 20:00hs de 27 de abril e 06:00hs de 28 de abril (horário local). Todos os 17 leões-marinhos continuam no centro, e nenhum foi gravemente ferido pelo cloro, disse Mary Beth Steen, diretora de desenvolvimento do centro de reabilitação.

Fonte: LA Times

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.