Exército da Colômbia diz que é improvável que Wilson, cão que participou de buscas de crianças desaparecidas, seja resgatado

Exército da Colômbia diz que é improvável que Wilson, cão que participou de buscas de crianças desaparecidas, seja resgatado
O cachorro Wilson, em imagem divulgada pelo Exército colombiano — Foto: Divulgação/Exército da Colômbia

O exército da Colômbia afirmou à rede de notícias Caracol, um veículo de imprensa do país, que é improvável que Wilson, um cachorro de 6 anos que participou do resgate das crianças que ficaram desaparecidas por 40 dias após a queda de um avião, seja encontrado. O animal sumiu depois de ajudar a localizar o avião e os corpos dos três adultos que morreram.

As quatro crianças foram encontradas com vida. Eles pertencem à etnia indígena uitoto e têm 13, nove e quatro anos, além de um bebê de 11 meses, que completou um ano durante o período na selva.

VÍDEO: Crianças que sofreram acidente de avião na Colômbia são resgatadas após 40 dias

O Exército colombiano informou que pegadas do animal foram encontradas junto com marcas que poderiam ser das crianças. Mas, no momento do resgate, o cachorro não estava com elas.

O mistério sobre paradeiro do cachorro, um pastor belga, virou assunto nas redes sociais.

Segundo o jornal colombiano “Cambio”, Wilson foi solto em uma área para tentar encontrar as crianças e nunca mais regressou, apesar do seu treinamento.

Ainda de acordo com o “Cambio”, o cachorro tinha ficado desaparecido por horas uma ocasião, mas retornou aos militares. O animal estava com alto grau de desidratação e pequenas feridas.

Fonte: G1