Exposição interativa mostra flora e da fauna de Sorocaba, SP

Exposição interativa mostra flora e da fauna de Sorocaba, SP

SP sorocaba exposicao meioambiente179

Desde a manhã desta quarta-feira (11), as pessoas que passam pela Avenida Dom Aguirre poderão ver 22 diferentes displays representando a flora e a fauna da cidade no canteiro central da principal via de Sorocaba. Até o dia 30 de junho, os munícipes poderão conferir imagens de aves, como o biguá e o socó, mamíferos, como o lobo-guará e o ratão-do-banhado, répteis, como o cágado, peixes como o cará, além de espécies arbóreas, como ipê-amarelo e a paineira, árvore símbolo da cidade.

A exposição interativa “Biodiversidade de Sorocaba” é realizada pela Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria do Meio Ambiente (Sema), e faz parte da programação em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado no dia 5 de junho. O objetivo é de sensibilizar os sorocabanos sobre a relevância das temáticas ambientais no cotidiano, bem como a importância das ações individuais e coletivas para a gestão dos recursos naturais.

“A nossa ideia é promover a sensibilização dos munícipes e provocar a admiração e o respeito às espécies que existem em nossa área urbana, que inclusive constam no livro “A Biodiversidade do Município de Sorocaba”, lançado em março deste ano”, destaca o secretário do Meio Ambiente, Clebson Ribeiro. “E escolhemos para fazer essa exposição na Avenida Dom Aguirre por ser uma via de intensa circulação de veículos, o que potencializa seu impacto educativo, despertando o interesse da população sobre o tema”, completa.

Além disso, a população poderá ver uma decoração com tecidos tencionados e espirais em três pontos estratégicos da avenida, como a Praça Dom Tadeu Strunck, Praça Lions e a alça de acesso à Rodovia Senador José Ermírio de Moraes (Castelinho).

Os parques educadores ecológicos Zoológico Municipal “Quinzinho de Barros”, Biquinha, Água Vermelha “João Câncio Pereira”, Natural “Chico Mendes”, Jardim Botânico “Irmãos Villas-Bôas”, Biodiversidade e Ouro Fino também receberam a ornamentação com os tecidos tencionados e espirais em suas entradas.

“Os nossos parques são áreas com grande visitação e potencial educativo que vêm incorporando cada vez mais um processo permanente, dinâmico e integral de interação do público com o meio ambiente, visando à formação do cidadão mais culto e ambientalmente correto”, declara o diretor de Educação Ambiental Sema, Welber Smith.

Fonte: Cruzeiro do Sul

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.