Falso veterinário é preso por manter dezenas de animais em situação de maus tratos em pet shop da Grande Belém, PA

Mais de 30 animais vítimas de maus tratos foram resgatados em um pet shop no bairro do Icuí-Guajará, em Ananindeua, na Grande Belém. A ação da Polícia Civil fez parte da operação “Arca de Noé”, que combate os maus tratos contra animais. Ao todo, os agentes encontraram 11 cães, 20 gatos e um galo. O cuidador dos animais foi preso em flagrante por exercício irregular das atividades de médico veterinário e por mutilação e maus tratos de animais. O balanço foi divulgado nesta quinta-feira (16).

Cão em situação de desnutrição foi resgato no pet shop. — Foto: Polícia Civil/Ascom

Os policiais chegaram ao estabelecimento após uma série de denúncias anônimas. No local, agentes da Divisão Especializada em Meio-Ambiente (Dema) encontram os animais vivendo em péssimas condições de higiene e com diversos ferimentos.

Materiais apreendidos em operação de combate à maus tratos contra animais no Pará. — Foto: Ascom/ Polícia Civl

A polícia também apreendeu no local 35 seringas, 52 agulhas, um frasco de medicamento destinado à prevenção de convulsões, um estojo de inox usado para guardar instrumentos cirúrgicos; 22 máscaras descartáveis, 23 fios de nylon e um banner com anúncio de prestação de serviço veterinário.

Animais apreendidos em operação da polícia civil no Pará. — Foto: Ascom/ Polícia Civil

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.