Família se muda e deixa 9 animais na casa antiga em Sorocaba, SP

Família se muda e deixa 9 animais na casa antiga em Sorocaba, SP

Por Fernando Guimarães

A Prefeitura de Sorocaba não sabe quantos cães e gatos estão em condição de abandono na cidade, mas informa que ações públicas voltadas para esse problema são realizadas. Animais abandonados sensibilizam a maioria das pessoas, mas nem todas adotam. Na Vila Hortência, a casa de número 70, situada na rua Tereza Lopes, é um exemplo. Nove cães retirados das ruas por uma família que morava lá estão sem destino e preocupam vizinhos. Os ex-moradores não os abandonaram e tentam doá-los. Mas, enquanto a situação não se resolve, dia sim, dia não, dois irmãos — de 14 (menina) e 16 anos (menino) –, vão até a casa para limpar a sujeira dos caninos e alimentá-los. Contudo, o odor é ruim, e, pelo menos, um vizinho ajuda-os comprando ração e tentando encontrar pessoas que queiram adotá-los. “Não dá para ficarem assim, precisam de um lugar certo”, afirma o advogado Antonio Marmo Petrere, de 65 anos, que também ajudou pagando a castração para seis animais.

Os ex-moradores moram, atualmente, na rua Ruy Barbosa. A reportagem esteve na casa e foi recebida pelos irmãos que contaram a história dos cães. Em 2011, mudaram para a Tereza Lopes com apenas quatro cães. Em 2015, porém, uma cadelinha prenhe foi abandonada nas imediações, e eles, sensibilizados, adotaram. Nasceram nove. Conseguiram doar cinco e ficaram com os demais, passando, então, a ter nove animais. Tempos depois, nova cria. Quatro filhotes nasceram; dois foram doados, mas a outra dupla permaneceu com a família, elevando o número para 11. Atualmente, nove estão na casa, pois quatro, considerados xodós, foram levados para a nova casa, quando da mudança há três meses.

A Divisão de Zoonoses esclarece que o recolhimento de animais abandonados é seletivo, pois somente são retirados de circulação aqueles que representam risco à saúde humana, conforme previsto em legislação federal. Um animal de rua pode ser adotado, mas é necessário alguns cuidados, entre eles, verificar se o dono não está procurando pelo animal. Lembra que, por questões sanitárias e de controle de zoonoses, há um limite de até dez animais por domicílio, salvo casos específicos previstos em legislação. Destaca que existem abrigos, tanto públicos quanto privados, porém, vivem lotados. Informa que existem outras iniciativas que também podem ser úteis, como o site procurasecachorro.com.br, que busca cruzar informações de animais perdidos e animais encontrados.

A Secretaria de Meio Ambiente informa que o abandono está incluso na Política Municipal de Meio Ambiente de Sorocaba, instituída pela Lei Municipal 10.060 de 2012. De acordo com a secretaria, ações como mutirão de castração, microchipagem e feira de adoção de cães e gatos, realizada mensalmente pela prefeitura, colaboram para diminuir a população desses animais. Em 2015, mais de 500 animais foram adotados. Em Sorocaba, existe também a Delegacia de Atribuição de Crimes Ambientais e de Maus-tratos dos Animais, de modo que boletins de ocorrência podem ser registrados no distrito policial mais próximo.

Fonte: Jornal Cruzeiro

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.