Farmwatch divulga mais vídeos de bezerros sendo abusados na Nova Zelândia

Farmwatch divulga mais vídeos de bezerros sendo abusados na Nova Zelândia
Mais filmagens foram divulgadas, similares às de 2015, mostrando o abuso de bezerros bobby sendo carregados dentro de caminhões. (Foto: Supplied)

Um novo vídeo mostrando bezerros “bobby” (com menos de 30 dias de vida e que foram separados de suas mães, geralmente de fazendas de laticínios) sendo jogados dentro de caminhões foi divulgado pelo grupo de direitos dos animais Farmwatch.

Bezerros sendo colocados em caminhões e jogados no chão foi filmado em agosto em fazendas ao redor de Taranaki e Waikato, Nova Zelândia, a rádio RNZ reportou.

Mais vídeos mostraram que nada mudou e que o maltrato de bezerros ainda é prática comum na indústria de laticínios, disse John Darroch, porta-voz do Farmwatch.

Câmeras escondidas em 10 fazendas de laticínios em Waikato e Taranaki fizeram as gravações em agosto. O vídeo mostra os bezerros sendo arrastados e manejados pelos trabalhadores enquanto eram colocados em caminhões para serem enviados ao matadouro em nove das dez fazendas filmadas.

Isso aparece quase um ano após um vídeo similar ter sido divulgado pelo grupo ativista mostrando abuso similar e fez com que o Ministério das Indústrias Primárias apertasse as regulações sobre o tratamento de bezerros recém-nascidos.

Um bezerro é carregado de forma violenta dentro de um caminhão em Taranaki. (Foto: Farmwatch)
Um bezerro é carregado de forma violenta dentro de um caminhão em Taranaki. (Foto: Farmwatch)

Darroch disse que a mudança nas leis fez muito pouco para melhorar o comportamento dos fazendeiros e mostrou que tal abuso é prática comum dentro da indústria.

“Não conseguindo implantar padrões melhores, a indústria de laticínios da Nova Zelândia está colocando nossa reputação internacional em risco”, ele disse.

Vídeo justifica uma ‘Investigação Completa’

A Save Animals from Exploitation (SAFE – Salvem os Animais da Exploração) disse que ficaram horrorizados com o vídeo.

A gerente de campanha, Mandy Carter, disse que a filmagem expôs o que é prática comum na indústria de laticínios.

O Ministério das Indústrias Primárias (MIP) está lançando uma investigação da filmagem de Farmwatch mostrando bezerros sendo jogados, arrastados e jogados.

Um fazendeiro em Waikato arrasta um bezerro de sua mãe por uma perna. (Foto: Farmwatch)
Um fazendeiro em Waikato arrasta um bezerro de sua mãe por uma perna. (Foto: Farmwatch)

O gerente de operações de compliance do MIP, Gary Orr, disse que as imagens filmadas secretamente justificam uma investigação completa.

“Jogar, derrubar e arrastar os bezerros na forma que o vídeo mostra é inaceitável. O comportamento que vimos é profundamente decepcionante, dado que o MIP e a indústria vêm trabalhando muito para promover uma melhor prática de bem-estar animal… orientando para esta temporada de bezerros bobby”.

Uma investigação do MIP, feita ano passado quando o antigo vídeo da Farmwatch foi divulgado, resultou em um processo criminal e condenação por abuso de bezerros.

Outro problema relativo a esse é perante os tribunais, disse uma declaração do MIP.

“Em adição, o MIP tem um número de processos ativos relacionados à atual temporada de bezerros bobby”.

O MIP tem cerca de 16 inspetores de bem-estar animal dedicados e outros agentes ajudando no bem-estar animal para uma quantidade estimada de 12.000 fazendas de laticínios.

Orr disse que nunca haverá recursos suficientes para monitorar todas as fazendas.

Comportamento Inaceitável

Apesar de que ainda há trabalho a ser feito, é importante lembrar que a maioria dos fazendeiros de laticínios estavam tratando seus animais com cuidado e respeito, Tim Mackle, chefe executivo do DairyNZ, disse.

Filmagem mostrando um bezerro sendo arrastado através de um cercado era “inaceitável” e um “ato particularmente preguiçoso”, ele disse.

O vídeo mais recente não pode ser comparado com o vídeo do ano passado, que mostrava “tratamento abominável” e crueldade para com os bezerros em uma fábrica de processamento de alimentos para animais de estimação.

“Enquanto a forma como eles manejam os animais é mais dura do que gostaríamos, os trabalhadores parecem estar seguindo a prática aceita de colocar os bezerros dentro dos caminhões rolando-os primeiro pela parte traseira. Apesar da percepção, esta é a melhor forma de prevenir que os bezerros pisem fora do caminhão e causando danos a si mesmos”, Mackle disse.

Uma declaração do MIP dizendo que possui 16 inspetores de bem-estar animal fez com que o Partido Verde pedisse mais fundos para o MIP.

“Isso significa mais de 100.000 bezerros por inspetor, o que é simplesmente impossível”, disse Mojo Mathers, porta-voz do bem-estar animal.

“Esta cultura de manejo bruto de animais jovens claramente não mudou com mais regras. O ministério precisa ir lá fora, na fazenda, inspecionar e checar o tratamento dos animais na Nova Zelândia”.

Por Gerald Piddock / Tradução de Alice Wehrle Gomide

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.