Fazenda de ovelhas na Espanha sofre intervenção por crime de abandono e abuso de animais

Fazenda de ovelhas na Espanha sofre intervenção por crime de abandono e abuso de animais

Uma exploração de ovinos localizada em Renedo de Esgueva, na Espanha, foi intervencionada após a denúncia apresentada pelo Partido Animalista com o Meio Ambiente Pacma por um alegado crime de abandono e abuso de animais.

Pacma lembrou que as instalações, que não cumpriam as normas sanitárias e ambientais mínimas, foram encerradas pela Câmara Municipal em 2015, após um desabamento parcial; medida que contou com o apoio do Tribunal de Contencioso Administrativo número 3 de Valladolid e do Superior Tribunal de Justiça de Castela e Leão (TSJCyL) que rejeitou o pedido do proprietário para paralisar o encerramento.

Um comunicado do Partido Animalista indicava que a situação desta exploração já tinha sido repetidamente denunciada pelos vizinhos há mais de 20 anos. Apesar disso, lamentou que “nada mudou para as ovelhas que ainda sobrevivem lá dentro, num lamentável estado de abandono”. Não em vão, destacou que estes animais, dependentes exclusivamente da intervenção humana para a sua subsistência, vivem há décadas entre fezes e detritos. “Não se sabe quantos podem ter morrido ao longo dos anos mas, segundo os vizinhos, não são incomuns montanhas de estrume e transferências de cadáveres, bem como avistamentos de exemplares vagando pelas ruas em péssimas condições”, denunciou.

Pacma denunciou o prefeito do município, José Carlos Martín, e a diretora geral de Produção Agrícola e Pecuária da Junta de Castela e Leão, Teresa Rodríguez, que tiveram conhecimento destes acontecimentos, mas não procederam à realocação das ovelhas apesar de terem se comprometido a “usar todos os meios para resolvê-lo”.

O partido político considera que esta situação constitui uma violação da regulamentação em vigor, incluindo a Lei 32/2007 para o cuidado dos animais nas explorações pecuárias, e o Real Decreto 348/2000 que incorpora a Directiva 98/58/CE relativa à proteção dos animais nas explorações pecuárias e espera que os animais sejam colocados em segurança a partir da intervenção do ultimo dia 03.

Dada a gravidade da situação, a Pacma solicitou uma investigação “exaustiva” destes acontecimentos, a abertura de um processo disciplinar se for o caso, o encerramento total das instalações e a transferência imediata dos animais para um santuário onde possam receber os cuidados necessários.

Por Eva Martínez Miguel / Tradução de Alice Wehrle Gomide

Fonte: Tribuna  Valladolid

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.