ABC adocao cat claw cage thumb

Feiras garantem novo lar para 423 animais em 2014 no ABC paulista

Por Camila Galvez 

ABC adocao cat claw cage

As feiras de adoção de animais promovidas pelas prefeituras de cinco cidades da região garantiram novo lar para 423 animais, entre cães e gatos, vítimas de maus-tratos ou abandono. Em todo o ano passado, eventos desse tipo ajudaram a encontrar um dono para 740 animais que estavam nos CCZs (Centros de Controle de Zoonoses) da região.

É o caso da cadela Lili, hoje com 1 ano e 4 meses, doada em feira realizada em São Caetano no ano passado. “Foi amor à primeira vista”, garante a adotante, a representante de laboratório Juliana Lanzotti, 37 anos. Juliana hesitou em ir à feira porque havia perdido há pouco tempo a cachorrinha Wendy. Mas, incentivada pelo veterinário, resolveu comparecer ao evento no CCZ da cidade. “Quando fui, achei que não encontraria um cão de pequeno porte, pois moro em apartamento. Mas, como estava com o veterinário, ele disse que a Lili iria ficar entre pequena e média. Por isso, fiquei com ela.”

Como exemplifica o caso de Juliana, a conta da adoção é difícil de fechar porque maioria dos cães e gatos disponibilizados é de adultos e, no caso de cães, de porte médio para grande, enquanto os adotantes buscam filhotes pequenos.

NÚMEROS

Em Santo André, foram adotados 126 animais nas feiras realizadas neste ano. Ao longo de 2013, 388 bichinhos ganharam um novo lar na cidade. Em São Bernardo, 67 cães e gatos acharam um dono em 2014. No ano passado, foram doados 115 animais. Já Ribeirão Pires doou 34 animais neste ano e 146 nos 12 meses de 2013.

Diadema ampliou a realização de feiras e conseguiu neste ano superar o número de animais doados ao longo de 2013. Foram 130 bichos adotados até maio, contra 91 no ano passado.

Já Mauá informou que 66 animais ganharam um lar em 2014. A cidade também realizou mutirão de castração no Cras (Centro de Referência em Assistência Social) do Jardim Oratório no domingo. No total foram castrados 150 animais, entre cães e gatos, previamente selecionados.

Independentemente da feira, bichinhos também podem ser adotados nos CCZs da região. Em ambos os casos, os interessados devem ter mais de 18 anos e estar munidos de cédula de identidade, CPF e comprovante de endereço. 

Fonte: Diário do Grande ABC

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.