Fiéis abandonam culto após pastor da Assembleia de Deus criticar preocupação com animais em tragédia do RS

Fiéis abandonam culto após pastor da Assembleia de Deus criticar preocupação com animais em tragédia do RS
Cachorro resgatado em Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre, na última segunda-feira, 6 de maio (Foto: Getty/Getty Images)

Um grupo de fiéis da Igreja Assembleia de Deus em Campina Grande abandonou o culto realizado na quarta-feira, 8 de maio, na unidade do Catolé, após o pastor José Rafael criticar a preocupação de alguns cristãos com os animais afetados pela tragédia climática no Rio Grande do Sul.

Segundo relatos obtidos em redes sociais e confirmados por testemunhas presentes no culto, o pastor expressou que “não era hora de pensar em cachorros” e aconselhou a igreja a não comprar ração para doar. Uma fiel que estava presente no culto relatou que o pastor iniciou seu discurso consciente da possibilidade de ofender algumas pessoas, e que começou enfatizando que não era momento de se preocupar com animais.

Outros fiéis corroboraram o relato, afirmando que o religioso reiterou várias vezes para não comprar ração, mas sim alimentos para ajudar as pessoas afetadas pela tragédia. Além disso, houve relatos de que o pastor teria dito que, em uma situação em que um bebê e um cachorro precisassem de ajuda, ele não se esforçaria para salvar ambos, sugerindo que o cachorro era secundário e poderia ser substituído.

Algumas pessoas presentes no culto se manifestaram nas redes sociais, expressando sua discordância com os comentários do pastor e questionando a postura de um líder religioso em levantar tal bandeira.

Confira alguns relatos de fiéis nas redes sociais:

Fonte: Portal WSCOM

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.