Filhote de canguru e cabritos são furtados do zoológico dos EUA

Filhote de canguru e cabritos são furtados do zoológico dos EUA

Por Emily Shapiro / Tradução de Ana Lidia

eua zoocanguru1

Um filhote de canguru e quatro cabritos foram furtados de um zoológico em Greenville, Wisconsin (EUA), esta semana, disseram policiais.

Donna Wheeler, proprietária do “Special Memories Zoo” (Zoológico Lembranças especiais), disse que o filhote de canguru, chamado em de inglês “joey”, e os cabritos estavam em sua casa de inverno, distante cerca de 6 a 8 milhas do zoológico, em um grande e aquecido galpão.

Os filhotes foram alimentados com mamadeiras na terça-feira à noite, porém, quando os empregados foram para o galpão, por volta do meio-dia da quarta-feira, para começarem a trasladar os animais para zoológico em preparação à sua abertura na quinta-feira, os cinco filhotes haviam sumido, disse Wheeler a ABC News. Ela disse que a instalação não estava trancada.


“Quem quer que tenha pego [o filhote de canguru], puxou-o da bolsa da mãe.”

A cuidadora de animais Gretchen Crowe disse que percebeu que o filhote de canguru havia sido levado quando viu a bolsa de sua mãe pendurada para fora.

“Eu sabia que alguém os tinha pego, pois não há como eles saírem do prédio,” disse Crowe.

De acordo com o xerife do Condado de Outagamie, que atendeu a ocorrência do furto dos animais, o filhote de canguru tinha seis meses, e tais filhotes devem ficar com suas mães até o primeiro ano de vida.

“Eu acredito que o filhote de canguru esteja morto”, disse Wheeler. “Ele não consegue viver sem a sua mãe, ele não consegue viver sem a mamadeira especial, ele não consegue viver sem o calor.

“Você não pode simplesmente alimentá-lo com qualquer coisa,” disse. “Estou pensando agora… se as pessoas que o levaram sabiam o que estavam fazendo, provavelmente ele tenha uma chance de viver. Mas, se não sabem… eu sei que nós temos muitas crianças em idade escolar próximas à instalação, se alguém fez isso por brincadeira, tenho certeza que agora é provável que ele esteja morto.”

“Eu me sinto péssima. Nós fazemos tudo ao nosso alcance para manter os animais vivos,” disse Wheeler. “Agora mesmo, meu estômago está dando voltas de pensar que alguém faria isso.”

“Quem quer que os tenha, se vocês puderam trazê-los de volta,” disse Crowe. “Nós só os queremos de volta.”

Até sábado, nenhum progresso havia sido feito na busca pelos animais, disse Mike Bouchard, um porta-voz do Gabinete do xerife do Condado de Outagamie.

Fonte: ABC15

Nota do Olhar Animal: Animais não são “furtados”, termo que cabe bem a objetos. Animais são sequestrados. E tem sido bem comum que a instituição “zoológico”, que usa a conservação das espécies como justificativa para explorar financeiramente animais confinados, não consiga impedir sequer ataques deste tipo, com animais indo parar na mãos de traficantes, de criminosos. A “segurança” dada pelos zoos têm resultado em sequestros, ataques de animais a visitantes e fugas também aqui no Brasil. Veja outro caso de sequestro de animais, que noticiamos hoje, clicando aqui.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.