Filhote de peixe-boi encalha em Beberibe (CE)

Filhote de peixe-boi encalha em Beberibe (CE)

Este é o oitavo filhote recém nascido da espécie encalhado nos últimos seis meses no Ceará. Animal está saudável. 

CE bereibe peixeboi

Mais um filhote depeixe-boiencalhouna orla cearense nesta última quinta-feira, 5. O pequeno macho foi encontrado pela população na praia de Ariós, no município de Beberibe, a 83,3 km de Fortaleza.

Apesar da desidratação resultante do encalhe, o animal está saudável e há sinais de que ele não permaneceu por muito tempo exposto à beira da praia.

O resgate do filhote, que estava sendo protegido pela população de Ariós, foi realizado no final da tarde pela equipe 24h de biólogos e veterinários do Projeto Manatí, que o levaram imediatamente para o Centro de Reabilitação de Mamíferos Marinhos da Aquasis (CRMM), no SESC Iparana.

Este é o oitavo filhote recém nascido da espécie encalhado nos últimos seis meses nas praias do Ceará. Um deles estava morto e outro foi reintroduzido no local junto a um grupo de peixes-bois adultos.

Situação preocupante

O peixe-boi é um dos mamíferos aquáticos mais ameaçados de extinção do País e está se tornando cada vez mais comum os casos de encalhes destes animais na orla cearense. A situação nessa temporada preocupa os biólogos, pois esta é uma principais causas de mortalidade da espécie.  

A frequência de encalhes se deve à degradação dos estuários, habitat de reprodução da espécie. “Com a destruição desses ambientes, principalmente devido ao assoreamento consequente da criação de fazendas de camarão e salinas, a fêmea perde o acesso a locais com águas calmas para dar a luz e cuidar do filhote nos primeiros dias de vida. Sem opções, ela dá a luz em mar aberto, em águas com fortes correntes e marés, tornando quase impossível para o filhote recém-nascido acompanhar a mãe. Fraco e desorientado, o animal é levado pela maré até a praia e encalha ainda vivo”, explica a bióloga e coordenadora do Projeto Manatí, Carol Meirelles.

CE beberibe peixeboi 2

Saiba o que fazer ao encontrar algum mamífero marinho encalhado, como o peixe-boi ou um golfinho:

1º- Sob hipótese alguma tente devolver o animal para a água. Apesar da boa intenção, essa atitude é uma péssima ideia. Ao encalhar, o animal está bastante debilitado por alguma doença, ferimento ou é incapaz de sobreviver sozinho. Acione o resgate da Aquasis imediatamente no número 24h: (85) 9800.0109;

2º – Evite falar muito alto próximo ao animal e jamais o alimente. Não puxe as nadadeiras e cauda, elas são muito frágeis e causam mais dor ao animal;

3º – Improvise um cordão de isolamento na área para evitar aglomeração de pessoas muito próximas ao animal. Ele já está assustado o bastante imobilizado fora da água, alguns inclusive entram em colapso devido ao choque e morrem;

4º – Proporcione sombra para o animal e o mantenha molhado. Os animais marinhos são extremamente sensíveis ao sol. Cubra o animal com um lençol ou toalhas molhadas com cuidado para não cobrir as narinas, no caso do peixe-boi, ou o espiráculo, aquele buraquinho nas costas das baleias e golfinhos. Os mamíferos marinhos respiram ar e podem morrer sufocados caso as vias respiratórias sejam obstruídas;

5º – Aguarde até o resgate chegar no local, até a chegada dos médicos veterinários.

Fonte: O Povo

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.