Filhotes de arara são resgatados após abandono em ponto de ônibus

Filhotes de arara são resgatados após abandono em ponto de ônibus
Animais foram resgatados após abandono em ponto de ônibus (Foto: Tânia Caldas/Secom )

Dois filhotes de araras-canindé foram resgatados pela Guarda Metropolitana de Palmas (TO), após serem abandonados em uma caixa de papelão, em um dos pontos de ônibus da cidade. A corporação foi acionada por uma moradora da capital na última sexta-feira (7).

De acordo com a Secretaria de Comunicação do Estado, os animais foram levados para o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins). Exames preliminares mostraram que eles aparentemente não apresentavam problemas de saúde, mas precisavam ser alimentados e hidratados.

Os bichos estão em estado de observação e devem ser encaminhados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) em Araguaína, onde poderão ser acolhidos por outros bandos em reabilitação.

Tráfico e abandono

Conforme a Secom, a espécie de nome científico ara ararauna, também é conhecida como arara-de-barriga-amarela, arari, arara-amarela, araraí, canindé e considerada uma das mais conhecidas representantes do gênero ara.

Segundo a Secom, há registros que apontam que o período de reprodução desse animal acontece entre agosto e janeiro, época na qual aumenta a ocorrência de ações típicas do tráfico de animais.

De acordo com a bióloga da Supervisão de Fauna do Naturatins, Luciana Costa, muitas pessoas pegam a espécie para criar, mas ao perceber a dificuldade, desistem.

“Apesar de possuir animais silvestres sem uma licença ser crime ambiental, alguns se aventuram por essa ser uma ave muito atraente por sua beleza. O cidadão só desiste quando percebe que não é fácil de ser criada, pois além de ser necessário possuir um o animal licenciado com origem de criatórios legais, é uma espécie muito barulhenta, que exige uma alimentação especial, muitos cuidados e atenção até atingir uma idade adulta, além de bastante espaço”, explicou.

Animais precisaram ser alimentados e hidratados após resgate (Foto: Tânia Caldas/Secom)
Animais precisaram ser alimentados e hidratados após resgate (Foto: Tânia Caldas/Secom)

Resgate

O Naturatins disponibiliza o canal Linha Verde, por meio do telefone 0800 63 1155, para que qualquer cidadão solicite o resgate de animais silvestres, a ligação é gratuita. A entrega voluntária não incide em multa ou penalidade, mas se a pessoa for pega em flagrante sem a devida licença, a multa pode variar entre R$ 500 a R$ 5 mil, com a condução do infrator a uma unidade de polícia para registro e o recolhimento do animal.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.