Filhotes de coelho e de pombo quebram uma pequena parede para ficarem juntos

Filhotes de coelho e de pombo quebram uma pequena parede para ficarem juntos

Por Zainab Akande / Tradução de Alice Wehrle Gomide

Até que eles consigam ficar fortes sozinhos, um coelhinho resgatado e um pequeno pombo estão encontrando muito conforto um no outro.

A Kildare Animal Foundation Wildlife Unit (Unidade de Vida Selvagem da Fundação de Animais Kildare) na Irlanda é atualmente o lar desta amizade crescente entre os dois filhotinhos. Ambos órfãos, eles chegaram ao centro de resgate separadamente. O coelhinho chegou primeiro no começo de agosto.

Ele era tão novo que seu cordão umbilical ainda estava em seu corpo, a fundação escreveu no Facebook. Seus resgatistas não esperavam que ele fosse sobreviver – ele estava fraco e sua condição era instável, e uma convulsão o deixou com um andar desequilibrado. Apesar disso tudo, o coelhinho provou ser muito mais forte do que ele parecia. Ele sobreviveu.

Então, no dia 12 de agosto, os resgatistas da fundação foram alertados sobre uma situação urgente. “Nós recebemos uma ligação de uma senhora que tinha encontrado um ninho de pombo no chão”, Kildare escreveu. “Nele estava um passarinho recém-saído do ovo e um ovo inteiro. Infelizmente, o ovo já estava frio e não era mais viável, mas o pequeno pombinho parecia não ter sofrido nada na queda”.

Os resgatistas levaram o pombinho e se depararam com um dilema – tanto o coelhinho como o pombinho precisavam de uma incubadora, mas só havia uma disponível naquele momento. Foi decidido que os dois iriam compartilhar a incubadora – uma divisória foi colocada entre eles para mantê-los separados.

“Os dois bebês foram alimentados e ficaram bem”, a fundação escreveu. “Imagine a surpresa da nossa tratadora quando ela foi checá-los e descobriu que a divisória havia sido derrubada e que os dois tinham decidido que uma vida juntos era muito melhor do que separados”.

O coelhinho, apropriadamente chamado de Bunny, e o pombinho, chamado Pidg, ainda estão crescendo juntos e felizes, um ao lado do outro. Bunny ficou mais confiante em suas habilidades de pular, enquanto Pidg já está muito maior, com penas completas tomando o lugar da penugem felpuda.

Um dia, os dois animais serão libertados na natureza. Mas por agora, os dois ainda aproveitam as alegrias simples de sua improvável amizade.

“O conforto de dois corações batendo juntos, do companheirismo, atravessou a barreira das espécies”, a fundação escreveu. “Eles simplesmente são dois bebês, encontrando conforto e calor na companhia um do outro”.

Quer ajudar a Kildare Animal Foundation a continuar com seu ótimo trabalho pelos animais necessitados? Veja como você pode ajudar fazendo uma contribuição aqui.

Fonte: The Dodo

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.