Fiscalização resgata aves mantidas irregularmente em cativeiro em residência em Presidente Prudente, SP

Fiscalização resgata aves mantidas irregularmente em cativeiro em residência em Presidente Prudente, SP
Aves foram resgatadas em Presidente Prudente — Foto: Polícia Militar Ambiental

A Polícia Militar Ambiental resgatou nesta terça-feira (26), em Presidente Prudente, 11 aves da fauna silvestre que eram mantidas irregularmente em cativeiro em uma residência na Vila Angélica.

Os dois homens identificados como proprietários dos pássaros foram multados em R$ 2 mil e R$ 3,5 mil.

Os policiais dirigiram-se ao local para atender uma denúncia de que havia pássaros da fauna silvestre em cativeiro no imóvel.

Quando chegou à residência, a fiscalização constatou que os homens envolvidos possuíam nove coleiros-papa-capim e dois canários-da-terra-verdadeiros.

Os homens, segundo a polícia, confessaram que não tinham nenhuma documentação que comprovasse que eram criadores de pássaros e tampouco autorização do órgão competente para manter tais espécies em cativeiro.

Um dos envolvidos assumiu a propriedade de sete aves, enquanto o outro confessou a responsabilidade pelas quatro demais.

Ambos são sogro e genro, de 65 e 42 anos, respectivamente.

Com isso, foram então lavrados os autos de infração ambiental nos valores de R$ 3,5 mil e de R$ 2 mil em decorrência da manutenção de espécimes da fauna silvestre em cativeiro.

As aves, que estavam em estado bravio, foram soltas em seu habitat natural e as gaiolas, destruídas.

Aves foram resgatadas em Presidente Prudente — Foto: Polícia Militar Ambiental
Aves foram resgatadas em Presidente Prudente — Foto: Polícia Militar Ambiental

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.