Fotos tiradas com anos de intervalo comparam cachorros idosos com sua ‘versão’ mais jovem

Fotos tiradas com anos de intervalo comparam cachorros idosos com sua ‘versão’ mais jovem
Cosmo, um galgo italiano, perdeu um olho nos 13 anos entre suas sessões de retrato. Na foto à esquerda em 2006 e na da direita em 2019. Foto: Reprodução/Instagram @amandajonesinc

A fotógrafa americana Amanda Jones criou um belo trabalho com o intuito de registrar a essência dos cachorros ao longo de sua vida. Intitulado Dog Years Project, o projeto captura fotos de cães quando ainda eram filhotes e depois de anos, quando já estão idosos.

Em seu perfil oficial no Instagram, Amanda compartilhou diversos desses cliques, em que os cachorros estão novinhos, em seus primeiros meses de vida, e depois já com os pelos brancos e a aparência de mais velhos, geralmente com 16 anos, exibindo o contraste dos bichos com o passar do tempo.

“Acho que as pessoas podem se relacionar com o visível processo de envelhecimento que as imagens mostram. Acho que cães idosos, em geral, despertam fortes emoções nas pessoas”, declara Amanda sobre seu projeto.

As imagens foram publicadas em um livro chamado Dog Years: Faithful Friends and Now [Anos dos cães: amigos fiéis e agora]. “Ao fazer este livro, reencontrei cães, casais e famílias com quem trabalhei anos atrás”, explica Amanda.

“Alguns cães foram perdidos devido a doenças e acidentes. A maioria está vivendo uma vida incrivelmente longa e feliz em um ambiente perfeito”, completa ela, que também aparece nos cliques com seu dachshund Benny, que ela diz ter ajudado muito em sua batalha contra o câncer de mama nos últimos anos.

Fonte: RPet

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.