Frigorífico de Goiânia posta foto de corpo, cabeça e vísceras de carneiro e causa polêmica nas redes sociais

Frigorífico de Goiânia posta foto de corpo, cabeça e vísceras de carneiro e causa polêmica nas redes sociais
Frigorífico de Goiânia posta foto de carcaça de carneiro e causa polêmica na web. G1 desfocou a foto, por se tratar de imagem forte — Foto: Reprodução/Instagram

A postagem de um frigorífico de Goiânia tem causado polêmica nas redes sociais desde que publicada, na última sexta-feira (9). No post, a empresa usou uma foto de um carneiro despelado ao lado da cabeça dele e com as vísceras expostas. Vários internautas reclamaram da imagem e disseram que a publicação era “desnecessária”.

O G1 ligou às 17h34 de segunda-feira (12) para o Frigorífico Goiás, mas as ligações não foram atendidas. A reportagem também tentou contato por e-mail, enviado às 18h17, e por mensagem, às 19h05, mas não obteve retorno até a última atualização.

No post, que reuniu mais de 1 mil comentários, muitas pessoas criticam a imagem. O G1 desfocou a foto publicada, por se tratar de uma imagem forte. 

“Não sou vegana, mas é bem desnecessária essa foto”, escreveu uma seguidora. 

Outros internautas compararam a fisionomia do carneiro com a de um cachorro.

“Acredito que muitas pessoas que nunca comeram carneiro, após essa foto, vão sempre comparar com cachorro morto. Essa foto não vai agregar muito nas vendas não, pode acreditar”, escreveu um seguidor. 

No post, o frigorifico disse que a imagem se tratava de um carneiro da raça Dorper, que é uma raça de ovelhas originária da África do Sul. Junto com a imagem, o frigorífico escreve: “Qual a sua parte preferida?”.

Em resposta à pergunta, uma seguidora respondeu: “A parte que mais gosto é ele vivo”. 

“Gente do céu, deu vontade de chorar viu 😥”, desabafou uma pessoa. 

Por outro lado, algumas poucas pessoas defenderam o frigorífico. “Engraçado um monte de gente falando que a foto é desnecessária. Desnecessário é vocês seguirem uma página de frigorífico e não querer ver foto assim. Enfim, a hipocrisia”, escreveu.

“Só queria entender por que quem não come carne segue a página de um frigorífico”, escreveu outro seguidor.

O delegado de Meio Ambiente Luziano de Carvalho comentou que, apesar de ser “uma cena reprovável”, na esfera ambiental, a publicação não configura crime.

Por Danielle Oliveira

Fonte: G1


Nota do Olhar Animal: As atrocidades que acontecem longe do olhar dos consumidores não são um problema? Para os animais são. O choque com a imagem parece algo entre a expressão da hipocrisia acerca do consumo de animais e a total desconexão das pessoas em relação às partes deste seres que lhes são servidas diariamente nas refeições.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.