Funcionário de zoológico morre após ser atingido por tromba de elefante

Funcionário de zoológico morre após ser atingido por tromba de elefante

Um funcionário do Parque Natural Cabárceno morreu na última terça-feira (23) após ser atingido pela tromba de um elefante do local. Joaquín Gutiérrez Arnáiz, de 44 anos, estava limpando o estábulo quando uma elefante fêmea o golpeou e ele bateu a cabeça contra as grades de proteção.

O homem foi socorrido em estado grave e levado de ambulância para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos. As autoridades foram até o parque para iniciar as investigações e esclarecer as causas do acidente.

Durante uma homenagem ao funcionário na quinta-feira (25), o ministro do Turismo da Cantábria, Javier López Marcano, atribuiu o acidente a um “excesso de confiança de quem, de forma rotineira, mas muito confiante, fazia aqueles movimentos todos os dias”.

“Estamos falando de animais imprevisíveis”, disse Marcano. “É um ataque tremendo, de uma magnitude da qual ninguém consegue escapar”, acrescentou o ministro.

Joaquín trabalhava no local desde 2002. “Nestes 19 anos adquiriu uma vasta experiência na gestão e cuidado de elefantes, sendo um dos mais antigos neste recinto, onde convivem atualmente um total de 20 animais dessa espécie”, diz a nota do zoológico.

Ainda segundo a administração do local, esse foi o primeiro acidente fatal do zoológico em seus 30 anos de história.

Fonte: Diário Online


Nota do Olhar Animal: O tratamento tecnicamente inadequado, o estresse causado ao animal por conta do confinamento, a negligência em relação às medidas de segurança e outros fatores levam a situações como esta, muitas vezes fatais tanto para humanos (funcionários e visitantes) como para os animais.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.